Seguros | Consócio | Seguro de Vida | A4



Seguros | Consócio | Seguro de Vida | A4



Seguros | Consócio | Seguro de Vida | A4



Seguros | Consócio | Seguro de Vida | A4



Telefone: (15) 3331-8990
Facebook Twitter LinkedIn Pinterest Instagram
Notícias

RSS Feed - Mantenha-se Informado


14/08 - Medidas de quarentena do Reino Unido e dados decepcionantes derrubam bolsas na Europa
As ações de viagens e lazer recuaram 2,3%, liderando as perdas setoriais. As ações europeias caíram em negociações de volume reduzido nesta sexta-feira (14), com o setor de viagens despencando depois que o Reino Unido acrescentou mais países a sua lista de quarentena, enquanto dados fracos de todo o mundo levantaram dúvidas sobre o ritmo da recuperação econômica diante da crise do coronavírus. O índice FTSEurofirst 300 caiu 1,24%, a 1.427 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdeu 1,2%, a 368 pontos. As ações de viagens e lazer recuaram 2,3%, liderando as perdas setoriais. As companhias aéreas e operadoras de turismo com sede no Reino Unido TUI, Easyjet e a proprietária da British Airways, IAG, caíram entre 4,8% e 8,4% após o governo britânico dizer que vai impor uma quarentena de 14 dias para viajantes vindos da França, começando no sábado. O governo também acrescentou a Holanda, Malta e três outros países à lista. A França, o segundo destino mais popular no exterior depois da Espanha para os britânicos, advertiu que responderia às medidas. As ações listadas em Paris perderam 1,6%, com a Air France KLM registrando baixa de 5,8%. "O que temos é uma quantidade significativa de incerteza sobre a evolução da pandemia de coronavírus, que está mantendo um prêmio de risco para os setores de transporte, lazer e hoteleiro", disse Alastair George, estrategista-chefe da Edison Investment Research. Em Londres, o índice Financial Times recuou 1,55%, a 6.090 pontos. Em Frankfurt, o índice DAX caiu 0,71%, a 12.901 pontos. Em Paris, o índice CAC-40 perdeu 1,58%, a 4.962 pontos. Em Milão, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 1,13%, a 20.028 pontos. Em Madri, o índice Ibex-35 registrou baixa de 1,33%, a 7.154 pontos. Em Lisboa, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,84%, a 4.441 pontos. Covid-19 continua a atingir toda a Europa
Veja Mais

14/08 - Maioria dos investidores espera flexibilização do teto de gastos em 2021, mostra pesquisa
Levantamento da XP diz que 53% projetam que a regra do teto será alterada para incorporar novas despesas, enquanto 14% apostam que o teto será simplesmente descumprido. Bolsonaro fez pronunciamento ao lado de Alcolumbre e Maia após reunião, reafirmando compromisso com teto de gastos Gabriela Biló/Estadão Conteúdo A maioria dos investidores institucionais consultados em pesquisa da XP Investimentos avalia que o teto de gastos será ajustado de alguma forma para permitir gastos adicionais em 2021 e entende que esse cenário é compatível com deterioração nos preços dos ativos financeiros domésticos. De acordo com a sondagem, divulgada nesta sexta-feira (14), dos 72 investidores ouvidos em 13 e 14 de agosto, 53% projetam que a regra do teto será alterada para incorporar novas despesas, enquanto 14% apostam que o teto será simplesmente descumprido no ano que vem. 'Prévia' do PIB do BC indica tombo de quase 11% no 2º trimestre e início de recessão Apenas 33% esperam cumprimento da regra fiscal, que limita o crescimento das despesas do governo no ano à variação da inflação acumulada no período anterior. Entre os 67% dos respondentes que esperam descumprimento do teto ou alteração dele, a expectativa média é que as despesas adicionais somem 54 bilhões de reais. Valdo faz análise do comentário de Bolsonaro sobre teto de gastos Os economistas, consultores e gestores de ativos consultados avaliam que a flexibilização do teto geraria depreciação cambial, queda do Ibovespa e alta dos juros futuros. O presidente Jair Bolsonaro tem jurado obediência à regra fiscal, em meio a preocupações do mercado com a deterioração das contas públicas, mas na quinta-feira reconheceu que o governo discutiu internamente a possibilidade de furar o teto, acrescentando que a intenção seria arranjar recursos para obras no Nordeste. Número de desempregados diante da pandemia teve alta de 31% em 12 semanas A sondagem da XP mostrou, ainda, que 83% dos investidores ouvidos esperam que o auxílio emergencial do governo, previsto para acabar este mês, seja estendido, mas fique limitado a 2020, enquanto 15% acham que a ajuda será estendida para o ano que vem. Pelas regras em vigor, o auxílio não afeta a regra do teto Neste ano, quando vigora estado de calamidade decretado pelo Congresso.
Veja Mais

14/08 - Hackers criam e invadem canais no YouTube para disseminar fraude com criptomoedas
Golpe é semelhante ao que foi promovido no Twitter, prometendo dinheiro em dobro para quem depositar valores em carteiras específicas. Transmissão ao vivo realizada com golpe de bitcoin no YouTube. Reprodução Hackers estão criando e invadindo canais no YouTube para iniciar "lives" falsas que prometem "retorno em dobro" a quem enviar dinheiro para carteiras de criptomoeda, como o Bitcoin. As transmissões usam nomes de celebridades do mundo da tecnologia, como Steve Wozniak e Elon Musk para aumentar a "credibilidade" do golpe. Em alguns casos, as transmissões também são realizadas a partir de canais novos. Essas transmissões, no entanto, têm um alcance menor, já que não contam com a base de inscritos e o favorecimento dado pelo algoritmo a canais mais estabelecidos. Os criminosos, porém, também podem inflar as estatísticas de visualização do canal para dar a impressão de que as transmissões são mais populares do que realmente são. De acordo com o site da "CBS News", Steve Wozniak, um dos fundadores da Apple, moveu uma ação na Justiça contra o YouTube. Wozniak alega que o uso impróprio de sua imagem nesses golpes está prejudicando sua reputação. Em julho, a consultoria Whale Alert publicou um relatório informando que usuários teriam perdido o equivalente a US$ 24 milhões (cerca de R$ 125 milhões) em bitcoin nesse tipo de golpe. O tema da fraude lembra o golpe promovido no Twitter prometendo retorno em dobro para quem depositasse criptomoedas nas carteiras especificadas. No entanto, em vez de partir diretamente dos canais invadidos, a oferta é sempre colocada em nome de outras pessoas. As transmissões "ao vivo" utilizam eventos passados e gravados, associados à "oferta" de retorno em dobro. Os invasores muitas vezes conseguem acesso aos canais invadidos enviando uma proposta comercial falsa aos responsáveis. Quando o link na "proposta" é acessado, informações podem ser roubadas da vítima. Em outros casos, a "proposta" envolve a divulgação de um aplicativo, que rouba informações do computador quando o youtuber instala o programa para testá-lo. 'Gatonet de lives' engana fãs de sertanejos e rouba doações de combate ao coronavírus O blog procurou o YouTube para comentar o assunto. Por meio de nota, a empresa afirmou que leva a segurança de contas "muito a sério" e que notifica os donos dos canais quando encontra suspeitas de invasão. O YouTube também disse que recomenda que a ativação da autenticação de dois fatores e que donos de canais podem procurar sua equipe para recuperar o controle das contas. A nota não comenta a ação movida por Steve Wozniak. Google removeu seis milhões de vídeos O Google publicou um relatório de transparência informando quantos vídeos foram removidos do YouTube de janeiro a março de 2020 por violações de políticas da rede social. Segundo a empresa, foram 6,1 milhões de vídeos. Só no Brasil, foram 484 mil remoções de vídeos. A companhia também afirmou que removeu 1,97 milhão de canais. A maioria das remoções (87,5%) foi motivada pela presença de "spam, conteúdo enganoso e golpes". A companhia não informou, porém, exatamente quais golpes ocorreram na plataforma. Nudez (8%) e segurança infantil (2,6%) foram as outras razões mais comuns. Dúvidas sobre segurança, hackers e vírus? Envie para g1seguranca@globomail.com Os altos e baixos do bitcoin Moeda digital bitcoin completa 10 anos entre altos e baixos Selo Altieres Rohr Ilustração: G1
Veja Mais

14/08 - Caixa informa que não vai abrir as agências neste sábado
Os pagamentos do Auxílio Emergencial e do Saque Emergencial do FGTS seguem normalmente os calendários já divulgados, informa o banco. CGU aponta que mais de 680 mil servidores públicos receberam o auxílio emergencial A Caixa Econômica Federal informou que as agências do banco não abrirão neste sábado (15). O atendimento dos serviços essenciais continua sendo feito normalmente de segunda a sexta-feira. Os pagamentos do Auxílio Emergencial e do Saque Emergencial do FGTS seguem os calendários já divulgados - veja abaixo. Na próxima terça-feira (18), tem início o saque em espécie do Auxílio Emergencial para público beneficiário do Bolsa Família com NIS final 1. Para os beneficiários do Saque Emergencial do FGTS, atualmente, podem fazer o saque em espécie os trabalhadores nascidos em janeiro e fevereiro - veja calendários abaixo. Beneficiários que tiveram as contas bloqueadas por indícios de fraudes devem se dirigir a uma agência de acordo com calendário escalonado por mês de aniversário - veja abaixo. Calendários de pagamento do Auxílio Emergencial Veja abaixo os calendários de pagamento da parcela atual. Clique aqui para ver o calendário completo de pagamentos do Auxílio Emergencial. BENEFICIÁRIOS DO BOLSA FAMÍLIA Bolsa Família, 5 Parcela Economia G1 BENEFICIÁRIOS FORA DO BOLSA FAMÍLIA Lote 1, Parcela 4 Economia G1 Lote 2, Parcela 3 Economia G1 Lotes 3 e 4, Parcela 2 Economia G1 Lote 5, Parcela 1 Economia G1 Auxílio Emergencial, Lote 6 Parcela 1 Economia G1 Auxílio Emergencial, Lote 1 (retomada), Parcelas 3 e 4 Economia G1 Calendário de pagamento do FGTS Calendário de saque emergencial do FGTS Caixa Calendário de desbloqueio de contas Calendário para desbloqueio de contas suspensas por suspeita de fraude Economia G1
Veja Mais

14/08 - Filipinas suspendem temporariamente importações da carne de frango do Brasil por medo de coronavírus
Decisão ocorre após a China encontrar traços do vírus em um carregamento de frango congelado. Filipinos representam cerca de 2% das exportações brasileiras. Frigoríficos dizem que não foram notificados. Ministério da Agricultura ainda não respondeu. Foto tirada antes da pandemia – Frigorífico de carne de frango Reprodução/JN As Filipinas impuseram uma proibição temporária às importações de carne de frango do Brasil nesta sexta-feira (14) depois que uma cidade na China disse ter encontrado traços do novo coronavírus em um carregamento de asas de frango produzidas no país. O Brasil, maior exportador global de carne de frango, responde por cerca de 20% das importações do produto das Filipinas. De janeiro a julho, o país vendeu US$ 31,4 milhões aos filipinos, cerca de 50,3 mil toneladas, o que representa cerca de 2% das exportações brasileiras no período. "Com os relatórios recentes da China e em conformidade com a Lei de Segurança Alimentar do país para regulamentar os operadores de empresas de alimentos e proteger os consumidores filipinos, é imposta a proibição temporária da importação de carne de frango", disse o Departamento de Agricultura em um comunicado enviado à agência Reuters. O Brasil tem o segundo pior surto de Covid-19 do mundo, depois dos Estados Unidos, registrando mais de 3,2 milhões de casos e mais de 105.000 mortes desde o início da pandemia. O governo filipino não disse por quanto tempo a proibição seria aplicada. O Departamento de Agricultura das Filipinas garantiu ao público, no entanto, que os produtos de frango atualmente no mercado local são seguros para o consumo. A Organização Mundial de Saúde (OMS) disse na quinta-feira (13) que não vê nenhuma evidência de que o coronavírus se espalhando por alimentos ou embalagens e pediu às pessoas que não tenham medo de que o vírus entre na cadeia alimentar. Sem notificação O Ministério da Agricultura foi procurado pelo G1 às 10h54 e, até a última atualização deste texto, não houve retorno. A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), que representa frigoríficos, disse em nota que ainda não foi informada oficialmente sobre eventual suspensão das exportações brasileiras de aves para as Filipinas. "Se confirmada, a ABPA apoiará o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento para a apresentação dos esclarecimentos, já que se trataria de uma decisão sem fundamentação técnico-científica e pendente de esclarecimentos e demonstrações", acrescentou. A ABPA também ressaltou que não há evidências científicas de que a carne seja transmissora do vírus, conforme ressaltam a OMS, a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO), a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). "Ao mesmo tempo, o setor exportador brasileiro reitera que todas as medidas para proteção dos trabalhadores e a garantia da inocuidade dos produtos foram adotadas e aprimoradas ao longo dos últimos meses, desde o início da pandemia global." Frango brasileiro com coronavírus As autoridades da cidade de Shenzhen identificaram o frango como proveniente de uma fábrica de propriedade da Aurora, a terceira maior exportadora de aves e suínos do Brasil. A ABPA que representa frigoríficos, emitiu uma nota na quinta-feira informando que os traços de coronavírus encontrados em um lote de frango na China, exportado pelo Brasil, estavam na embalagem do produto. "Ainda não está claro em que momento houve a eventual contaminação da embalagem, e se ocorreu durante o processo de transporte de exportação", aponta o comunicado da associação. A Aurora disse na véspera não ter sido formalmente notificada pelas autoridades chinesas sobre a suposta contaminação, alertando que se trata "apenas de fato originário de notícia veiculada em imprensa local daquele país asiático, sem qualquer confirmação oficial por parte da autoridade pública nacional da China". Veja no JN: cidade da China diz ter encontrado coronavírus em lote de frango do Brasil A empresa afirmou que toma todas as medidas possíveis para prevenir a propagação do coronavírus e que não há evidências de que o coronavírus seja transmitido através dos alimentos. O Ministério da Agricultura do Brasil disse que está buscando esclarecimentos das autoridades chinesas.
Veja Mais

14/08 - Totvs faz proposta para combinação de negócios com Linx e abre disputa com Stone
Proposta veio na mesma semana em que a Stone e a Linx anunciaram um acordo. A Totvs fez nesta sexta-feira uma contraoferta pela produtora rival e software Linx, competindo com a oferta feita pela empresa de meios de pagamentos Stone e que contou com acordo vinculante da Linx, anunciada mais cedo nesta semana. A Totvs informou que enviou ao conselho de administração da Linx proposta de combinação de negócios. A oferta acontece poucos dias após anúncio da compra da Linx pela empresa de meios de pagamentos StoneCo. A operação com a Totvs, se aprovada, resultará, no recebimento pelos acionistas da Linx de 1 ação da Totvs e 6,20 reais para cada papel da Linx que possuam, passando os acionistas da Linx a terem cerca de 24% do capital total e votante da Totvs. Segundo a Reuters, isso representa um prêmio de pouco menos de 1% em relação à oferta da StoneCo. "A transação possui um forte racional estratégico em razão da alta complementariedade de mercados, soluções e serviços, resultando em uma substancial criação de valor para as companhias, seus respectivos acionistas, clientes e colaboradores", afirmou a Totvs no documento. A empresa de meios de pagamentos StoneCo anunciou na última terça-feira acordo vinculante para unir sua área de software com a Linx, numa transação em dinheiro e ações que avalia a empresa de software para varejo em R$ 6,4 bilhões. A operação com a StoneCo prevê multa de R$ 605 milhões se a Linx realizar uma operação concorrente envolvendo uma oferta melhor de terceiro. As ações da Totvs subiam cerca de 2% nesta manhã, enquanto papéis da Linx disparavam cerca de 9%. Em Nova York, as ações da StoneCo recuavam cerca de 1%. Na quinta-feira, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) abriu processos administrativos envolvendo a Linx. Um dos processos diz respeito a "notícias, fatos relevantes e comunicados". O outro diz respeito à própria operação e vem após reclamações de investidores de que acionistas minoritários da Linx podem ser prejudicados considerados os termos propostos da transação. As medidas acontecem após reclamações de agentes do mercado de que a informação do negócio pode ter vazado, com investidores possivelmente tendo se aproveitado disso para lucrar antes que o anúncio fosse oficializado. PIX, novo sistema de pagamentos desenvolvido pelo BC, vai permitir transações instantâneas; entenda Cresce uso de maquininhas de cartão nos pequenos negócios
Veja Mais

14/08 - BNDES tem prejuízo de R$ 582 milhões no 2º trimestre
Segundo banco, resultado foi pressionado por provisionamentos para risco de crédito visando a cobertura de eventuais perdas decorrentes do cenário de pandemia. Letreiro do BNDES no Rio de Janeiro Nacho Doce/Reuters O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social BNDES teve prejuízo de R$ 582 milhões no segundo trimestre, revertendo lucro de R$ 5,5 bilhões obtido nos primeiros três primeiros meses do ano, informou o banco nessa sexta feira (14). O resultado do 2º trimestre foi afetado pela pandemia de Covid 19, segundo o banco. "O prejuízo foi motivado por ajustes negativos de equivalência patrimonial em empresas investidas e por provisionamentos para risco de crédito visando a cobertura de eventuais perdas decorrentes do cenário de pandemia", afirmou a instituição. A diretoria do BNDES disse que a provisão para risco de crédito foi de R$ 2,3 bilhões no período. Venda de participações acionárias No acumulado no 1º semestre, o banco somou um lucro de R$ 5 bilhões, impulsionado principalmente pela venda de participações societárias no montante de R$ 8 bilhões, com destaque para a oferta pública de ações da Petrobras, em fevereiro. A carteira de participações societárias totalizou do banco encolheu para R$ 77,3 bilhões no encerramento de junho. A posição representa uma queda de 32,4% no semestre. A carteira de operações de crédito e repasses, líquida de provisão, totalizou R$ 444,3 bilhões, mesmo patamar do trimestre anterior, e representava 59,4% dos ativos totais ao fim de de junho de 2020. A inadimplência superior a 90 dias apresentou queda , passando de 0,84% em dezembro de para 0,46% em junho de 2020. Balanço de ações na pandemia O banco informou que as ações por conta da pandemia totalizaram até agora R$ 59,3 bilhões, envolvendo 171 mil empresas. A linha de capital de giro para micro, pequenas e médias empresas já aprovou R$ 6,4 bilhões, apoiando um total de 19,6 mil empresas. Ainda de acordo com o BNDES, a suspensão de pagamentos de financiamentos totalizou R$ 12,4 bilhões, beneficiando 28,5 mil MPMEs e 430 empresas grandes. Desembolsos do BNDES sobem 3% no 1º semestre Os desembolsos do BNDES totalizaram R$ 26 bilhões no 1°semestre, ou 3% acima do primeiro semestre de 2019. Ainda de acordo com o boletim operacional do banco, as consultas - primeiro passo para pedido de financiamento junto ao banco e usado para medir tendências de se investir na economia - totalizaram R$ 37,936 bilhões no primeiro semestre. Esse volume é 35% acima de igual período no ano passado. As aprovações de empréstimo totalizaram R$ 31,877 bilhões nos primeiros seis meses de 2020, 72% acima de primeiro semestre de 2019. No acumulado em 12 meses, os desembolsos somam R$ 56,16 bilhões, queda de 16% na comparação com junho do ano passado. Ministério Público pede para TCU apure anúncios do BNDES
Veja Mais

14/08 - Bovespa opera em alta em meio a enxurrada de resultados corporativos
Na quinta-feira, bolsa caiu 1,62% e fechou a 100.460 pontos. A bolsa de valores brasileira, a B3, opera em alta nesta sexta-feira (14), em meio a um viés relativamente negativo no exterior após dados piores que o esperado na China e uma enxurrada de resultados de empresas brasileiras. Às 13h45, o Ibovespa subia 0,54%, a 101.005 pontos. Veja mais cotações. Entre os principais destaques, Suzano avançava mais de 9% e Natura acima de 7%. Na outra ponta, Lojas Americanas caía mais de 5%, e B2W mais de 7%. Linx ON disparava mais de 8%, enquanto Totvs ON subia 2%. A Totvs fez nesta sexta-feira uma contraoferta pela produtora rival e software Linx, competindo com a oferta feita pela empresa de meios de pagamentos Stone e que contou com acordo vinculante da Linx, anunciada mais cedo nesta semana. Na quinta, a bolsa fechou em queda de 1,62%, a 100.460 pontos. Na parcial do mês, passou a acumular queda de 2,38%. No ano, o Ibovespa tem baixa de 13,13%. Bolsonaro admite que avaliou a possibilidade de gastar mais que o previsto no orçamento Cenário Na China, as vendas no varejo na China recuaram em julho contrariando as expectativas de aumento, enquanto a recuperação do setor industrial mostrou dificuldades em ganhar ritmo. No Brasil, o índice de atividade do Banco Central (IBC-Br), considerado uma prévia do PIB (Produto Interno Bruto), cresceu 4,89% em junho sobre maio, mas acumulou contração de 10,94% no 2º trimestre frente aos três meses anteriores. Na cena política, pesquisa Datafolha divulgada pelo jornal "Folha de S.Paulo" mostrou que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) atingiu sua melhor avaliação desde o início do mandato. De acordo com o levantamento, 37% consideram o governo ótimo ou bom e 34% acham ruim ou péssimo. Os investidores seguem atentos a Brasília e as discussões em torno do orçamento de 2021, principalmente após Bolsonaro afirmar na véspera que o governo respeita o teto dos gastos e quer a responsabilidade fiscal. Na noite desta quinta, porém, o presidente reconheceu, que há debates no governo sobre "furar" a regra do teto de gastos públicos. Variação do Ibovespa em 2020 G1 Economia
Veja Mais

14/08 - Famílias de baixa renda são as mais afetadas pela inflação, mostra Ipea
Em julho, a inflação para as famílias de menor poder aquisitivo foi de 0,38%, enquanto as famílias de renda mais alta tiveram uma inflação de 0,27%. As família de menor poder aquisitivo são as mais afetadas pela alta dos preços, mostra o Indicador Ipea de Inflação por faixa de renda divulgado nesta sexta-feira (14). Em julho, de acordo com o indicador do Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea), a inflação para as famílias de renda muito baixa foi de 0,38%, enquanto as famílias de renda alta tiveram uma inflação de 0,27%. Preço da conta de luz dispara em SP; Enel explica mudança nos valores No mês passado, a inflação para as famílias de menor renda foi pressionada pelo grupo habitação. Ele respondeu por metade (ou 0,19 ponto percentual) da variação do indicador para essa faixa de renda. Dentro desse grupo, as principais pressões foram: 2,6% de ajustes da tarifa de energia elétrica 0,53% do reajuste dos alugueis Para o grupo de renda alta, o avanço da inflação se deu, sobretudo, por causa do aumento do preço dos combustíveis. O grupo transporte explicou quase 65% (ou 0,17 ponto percentual) da inflação registrada por essa faixa de renda. "Deve-se ressaltar, no entanto, que esta contribuição originada pelos transportes sobre a inflação das famílias mais ricas foi, em parte, aliviada pela queda nos preços das passagens aéreas (-4,2%) e do transporte por aplicativo (-8,2%)", apontou o Ipea. Após acordo, Enel vai parcelar automaticamente contas de consumidores com reclamação no Procon-SP No acumulado do ano, o Indicador Ipea de Inflação acumula alta de 1,15% para as famílias de baixa renda e de apenas 0,03% para as de alta renda. Em 12 meses, o avanço é de 2,94% e 1,73%, respectivamente. O Ipea classifica as famílias de baixa renda como aquelas que têm renda domiciliar menor do que R$ 1.650,50. As famílias de alta renda são as com renda domiciliar maior do que R$ 16.509,66.
Veja Mais

14/08 - Vendas no varejo dos EUA sobem menos que o esperado em julho
Vendas varejistas aumentaram 1,2% no mês passado depois de avançarem 8,4% em junho. As vendas no varejo nos Estados Unidos aumentaram menos do que o esperado em julho e podem desacelerar ainda mais nos próximos meses devido ao aumento das infecções por Covid-19 e à redução no pagamento de auxílio-desemprego. Número de pedidos de seguro-desemprego nos EUA fica abaixo de 1 milhão pela primeira vez desde março As vendas varejistas aumentaram 1,2% no mês passado depois de avançarem 8,4% em junho, informou o Departamento do Comércio nesta sexta-feira (14). Economistas consultados pela Reuters projetavam alta de 1,9% em julho. As infecções por coronavírus continuam a se espalhar pelos EUA, forçando autoridades em alguns locais a fechar empresas novamente ou interromper as reaberturas. Dezenas de milhões de desempregados perderam um suplemento semanal de US$ 600 por semana de auxílio-desemprego no final de julho, o que respondeu por 20% da renda pessoal, ajudando na compra de alimentos e no pagamento de contas. Enquanto isso, republicanos e democratas se desentendem sobre um novo pacote de ajuda à economia mesmo com o aumento de sinais de que a economia está estagnando. Negociações para um novo pacote de estimula à economia nos EUA param novamente
Veja Mais

14/08 - Oi tem prejuízo de R$ 3,4 bilhões no 2º trimestre
Empresa de telecomunicação está recuperação judicial desde 2016 e colocou alguns ativos à venda em esforço para sair da reestruturação. A Oi registrou prejuízo líquido de R$ 3,4 bilhões no segundo trimestre, mais do que dobrando as perdas em relação ao mesmo período de 2019, em resultado pressionado por pagamento de dívida e receitas menores. Tim, Vivo e Claro elevam proposta por ativos móveis da Oi para R$ 16,5 bilhões Oi anuncia plano de dividir a empresa em quatro áreas e vender operação de telefonia móvel por R$ 15 bilhões O resultado operacional medido pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) caiu 15%, para R$ 1,36 bilhão. A empresa de telecomunicação está recuperação judicial desde 2016 e colocou alguns ativos à venda em esforço para sair da reestruturação.
Veja Mais

14/08 - Confiança cresce entre os empresários, mas cai entre consumidores, aponta prévia da FGV
Levantamento mostra que a recuperação da confiança empresarial também não tem sido homogênea entre os setores. A confiança dos empresários mostra recuperação em agosto, segundo prévia divulgada nesta sexta-feira (14) pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Para os consumidores, no entanto, a situação inspira menos otimismo: entre eles, a confiança voltou a indicar cair. Na passagem de julho para agosto, de acordo com dados prévios, a confiança dos empresários cresceu 5,8 pontos, para 93,3 - apenas 2,7 pontos abaixo do patamar de fevereiro. Já a confiança do consumidor recuou 3 pontos, para 75,8 - 12 abaixo do período antes da pandemia, "que já era baixo em termos históricos", diz em nota o economista da FGV Ibre Rodolpho Tobler. O levantamento mostra que a recuperação da confiança empresarial também não tem sido homogênea entre os setores, sendo mais consistente na indústria e no comércio que nos serviços e na construção. Consumidor: -3,0 pontos, para 75,8 Empresarial: +5,8 pontos, para 93,3 Comércio: +10,2 pontos, para 96,3 Indústria: +8,8 pontos, para 98,6 Serviços: +3,6 pontos, para 82,6 Construção: +1,7 pontos, para 85,4 "O cenário de retomada deve se manter nos próximos meses, agora em ritmo mais gradual, principalmente em função da cautela dos consumidores e pelo nível de incerteza que se mantém elevado”, afirma Tobler. A FGV aponta que o aumento da confiança empresarial na prévia de agosto decorre principalmente da melhora da percepção sobre a situação atual, além de melhores expectativas para o futuro. Já para os consumidores, as condições do momento presente permaneceriam estáveis, enquanto as perspectivas para os próximos meses pioraram. Juliana Rosa: Confiança empresarial na recuperação da economia cresceu, aponta FGV
Veja Mais

14/08 - 'Prévia' do PIB do BC indica tombo de quase 11% no 2º trimestre e início de recessão
Resultado indica efeitos da pandemia na economia, que começaram a ser sentidos com mais intensidade a partir de março. PIB oficial será divulgado em 1º de setembro pelo IBGE. Banco Central prevê queda do PIB de 10,94% no 2º semestre A economia brasileira registrou um tombo de 10,94% no segundo trimestre de 2020, segundo o Índice de Atividade Econômica (IBC-Br) divulgado pelo Banco Central (BC) nesta sexta-feira (14). O indicador é considerado uma "prévia" do desempenho do Produto Interno Bruto (PIB), que é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país e serve para medir a evolução da economia. O resultado oficial do PIB do segundo trimestre será divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 1º de setembro. Se a retração do PIB se confirmar no segundo trimestre deste ano, o Brasil terá entrado oficialmente em "recessão técnica", ou seja, recuo do nível de atividade por dois trimestres consecutivos. Nos três primeiros meses deste ano, a economia já havia tido retração de 1,5%. Guilherme Luiz Pinheiro/G1 O recuo entre abril e junho deste ano foi verificado pelo Banco Central na comparação com o primeiro trimestre de 2020. O valor foi calculado após ajuste sazonal, uma "compensação" para comparar períodos diferentes de um ano. A queda da atividade econômica acontece em meio à pandemia do novo coronavírus, que tem derrubado a economia mundial e colocado o mundo no caminho de uma recessão. Nos últimos meses, porém, indicadores têm mostrado o início de uma retomada no Brasil, em setores como indústria e comércio. Retomada do setor de serviços é mais lenta que comércio e indústria O mercado financeiro estimou, na semana passada, uma retração de 5,62% para a economia brasileira neste ano. No mês passado, o governo brasileiro manteve a expectativa de queda de 4,7% para o PIB de 2020. O Banco Mundial prevê uma queda de 8% no PIB brasileiro e o Fundo Monetário Internacional (FMI) estima um tombo de 9,1% em 2020. Em 2019, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o PIB cresceu 1,1%. Foi o desempenho mais fraco em três anos. Mês de junho e parcial do ano Somente em junho deste ano, de acordo com o IBC-Br, a economia brasileira mostrou crescimento de 4,89% na comparação com o maio. O número foi calculado após ajuste sazonal. Esse foi o segundo mês seguido de crescimento do indicador, após registrar fortes recuos em março e abril deste ano. Entretanto, na comparação com junho do ano passado, informou o Banco Central, o índice de atividade econômica apontou queda de 7,05%. Nesse caso, o índice foi calculado sem ajuste sazonal, pois considera períodos iguais. Já no acumulado dos seis primeiros meses deste ano, de acordo com a instituição, o índice de atividade econômica registrou uma redução de 6,28%. Em 12 meses até junho de 2020, os números do BC indicam uma queda do PIB de 2,55% (sem ajuste sazonal). PIB x IBC-Br Os resultados do IBC-Br são considerados uma "prévia do PIB". Porém, nem sempre mostraram proximidade com os dados oficiais do Produto Interno Bruto. O cálculo dos dois é um pouco diferente – o indicador do BC incorpora estimativas para a agropecuária, a indústria e o setor de serviços, além dos impostos. O IBC-Br é uma das ferramentas usadas pelo BC para definir a taxa básica de juros do país. Com o menor crescimento da economia, por exemplo, teoricamente haveria menos pressão inflacionária. Atualmente, a taxa Selic está em 2% ao ano, na mínima histórica, e o BC indicou, no comunicado da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), cautela sobre a possibilidade de novos cortes pois o Brasil já estaria próximo do nível a partir do qual reduções adicionais na taxa de juros poderiam gerar instabilidade nos preços de ativos (alta do dólar, por exemplo).
Veja Mais

14/08 - Número de desempregados diante da pandemia teve alta de 31% em 12 semanas, aponta IBGE
País encerrou a penúltima semana de julho com 12,3 milhões de desempregados, 3,1 milhões a mais que na primeira semana de maio. Número de trabalhadores afastados devido ao isolamento social teve queda de 65% no período. Flexibilização do isolamento social fez o número de trabalhadores afastados do trabalho ter queda de 65% desde a primeira semana de maio TV TEM/Reprodução Dados divulgados nesta sexta-feira (14) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que o número de desempregados no Brasil diante da Pandemia do coronavírus teve alta de 31% em 12 semanas, o que corresponde a um aumento de cerca de 3,1 milhões de brasileiros sem trabalho no país no período. (Correção: O G1 errou ao informar que o aumento do número de desempregados aumentou em 27% em 12 semanas. A informação foi corrigida às 9h11.) De acordo com a pesquisa, na penúltima semana de julho havia 12,9 milhões de desempregados no país, 550 mil a mais que na semana anterior, quando esse contingente somava cerca de 12,3 milhões - uma alta de 4% . Na primeira semana de maio, quando teve início o levantamento, esse número era de cerca de 9,8 milhões. Com isso, a taxa de desocupação ficou em 13,7% na penúltima semana de julho, o que o IBGE considera como estabilidade do indicador em relação à semana anterior (13,1%), mas com alta significativa frente à primeira semana de maio (10,5%). Número de desempregados no país aumentou em cerca de 3,1 milhões em 12 semanas, conforme levantamento do IBGE Economia/G1 O levantamento foi feito entre os dias 19 e 25 de julho por meio da Pnad Covid19, versão da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua realizada com apoio do Ministério da Saúde para identificar os impactos da pandemia no mercado de trabalho e para quantificar as pessoas com sintomas associados à síndrome gripal no Brasil. Apesar de também avaliar o mercado de trabalho, a Pnad Covid19 não é comparável aos dados da Pnad Contínua, que é usada como indicador oficial do desemprego no país, devido às características metodológicas, que são distintas. De acordo com a Pnad Contínua, divulgada no dia 6 de agosto, o país perdeu 8,9 milhões de postos de trabalho em apenas três meses de pandemia e número de ocupados no Brasil atinge menor nível da série histórica. Desemprego chega a 13,3% e atinge 12,8 milhões no segundo trimestre, diz IBGE A população ocupada foi estimada em 81,2 milhões de pessoas, cerca de 600 mil a menos que na semana anterior. Já em relação à primeira semana de maio esse contingente foi reduzido em cerca de 2,7 milhões de pessoas, o que corresponde a uma queda de 3% no período. “Comparando com o início da pesquisa, o saldo da nossa investigação é que a população ocupada está menor, em 2,9 milhões de pessoas. A população desocupada está maior, pouco mais de 3 milhões de pessoas. E a taxa de desocupação também está maior em 3,2 pontos percentuais. Isso num contexto em que a população informal vem caindo também”, explicou a coordenadora da pesquisa, Maria Lúcia Vieira. Já o número de trabalhadores afastados do trabalho em função do isolamento social teve nova queda. Na penúltima semana de julho eles somavam aproximadamente 5,8 milhões, cerca de 400 mil a menos que na semana anterior, e representavam 7,1% da população ocupada. Na primeira semana de maio, esse contingente era de 16,6 milhões de trabalhadores ou 19,8% de todos os ocupados no país. Afastamento do trabalho devido ao isolamento social teve queda de 65% em 12 semanas, segundo o IBGE Economia/G1 Informalidade volta a crescer Apesar da alta no desemprego e da queda na ocupação, o número de trabalhadores informais voltou a crescer. Na penúltima semana de julho, eles somavam cerca de 27,2 milhões de pessoas, cerca de 600 mil a mais que na semana anterior, quando eram cerca de 26,6 milhões. Na comparação com a primeira semana de maio, no entanto, quando somavam cerca de 30 milhões, esse contingente teve queda de 9%. Com isso, a taxa de informalidade ficou em 33,5%, 1 ponto percentual (p.p.) a mais que na semana anterior (32,5%), mas 2,2 p.p. a menos que na primeira semana de maio. O IBGE considera como trabalhador informal aqueles empregados no setor privado sem carteira assinada, trabalhadores domésticos sem carteira, trabalhadores por conta própria sem CNPJ e empregadores sem CNPJ, além de pessoas que ajudam parentes. “Vimos na divulgação da semana passada que essa população tinha caído. É uma força de trabalho que oscila bastante nessas comparações curtas. As pessoas entram e saem da força de trabalho com muita facilidade. Com mais facilidade que a população ocupada, que é formalizada”, disse a coordenadora da pesquisa. Segundo o IBGE, é pela informalidade que o mercado de trabalho brasileiro tem se sustentado. Sem a criação de vagas de empregos formais, é por esta via que os brasileiros têm conseguido se manter ocupados.
Veja Mais

14/08 - Dólar opera em alta, negociado ao redor de R$ 5,40
Na quinta-feira, moeda norte-americana encerrou o dia em queda de 1,54%, a R$ 5,3666. Nota de US$ 5 dólares REUTERS/Thomas White O dólar opera em alta em nesta sexta-feira (13), negociado ao redor de R$ 5,40, refletindo a aversão a risco no exterior depois de dados decepcionantes da China, enquanto os investidores seguiam de olho na cena política local. Às 13h45, a moeda norte-americana subia 0,52%, a R$ 5,3946. Na máxima até o momento chegou a R$ 5,4339. Veja mais cotações. Na véspera, o dólar fechou em queda de 1,54%, a R$ 5,3666. No mês, passou a acumular alta de 2,87%, e no ano, de 33,84%. Datafolha: Jair Bolsonaro está com a melhor avaliação desde que começou o seu mandato Cena local e externa Na China, as vendas no varejo na China recuaram em julho contrariando as expectativas de aumento, enquanto a recuperação do setor industrial mostrou dificuldades em ganhar ritmo. Mesmo depois do fim de um estímulo emergencial que fornecia pagamentos semanais a norte-americanos desempregados, a Casa Branca e os democratas do Congresso dos EUA seguem brigando sobre os termos de um novo pacote de ajuda econômica, uma vez que o governo Trump não quer aprovar financiamento para que as eleições no país sejam feitas pelos correios. No exterior, diante desse cenário, o dólar operava em leve queda contra uma cesta de moedas , mas registrando perdas menos acentuadas do que as registradas nos últimos dias. No Brasil, o índice de atividade do Banco Central (IBC-Br), considerado uma prévia do PIB (Produto Interno Bruto), cresceu 4,89% em junho sobre maio, mas acumulou contração de 10,94% no 2º trimestre frente aos três meses anteriores. Na noite da véspera, pesquisa Datafolha divulgada pelo jornal "Folha de S.Paulo" mostrou que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) atingiu sua melhor avaliação desde o início do mandato. De acordo com o levantamento, 37% consideram o governo ótimo ou bom e 34% acham ruim ou péssimo. Os investidores seguem atentos a Brasília e as discussões em torno do orçamento de 2021, principalmente após Bolsonaro afirmar na véspera que o governo respeita o teto dos gastos e quer a responsabilidade fiscal. Na noite desta quinta, porém, o presidente reconheceu, que há debates no governo sobre "furar" a regra do teto de gastos públicos. A incerteza política doméstica, aliada a um ambiente de juros extremamente baixos e uma crise econômica causada pela pandemia de coronavírus, é apontada por analistas como um dos fatores de pressão sobre o dólar, que chegou a níveis recordes próximos de R$ 6 em 2020. A projeção para a taxa de câmbio no fim de 2020 permanece em R$ 5,20, segundo a última pesquisa Focus do Banco Central. Para o fechamento de 2021, ficou estável em R$ 5 por dólar. Atuação do Banco Central O Banco Central dará início na próxima segunda-feira à rolagem de contratos de swap cambial tradicional com vencimento em outubro, em decisão anunciada na quarta-feira após o BC retomar ofertas líquidas desses ativos pela primeira vez em cerca de três meses diante da pressão na taxa de câmbio. "O Banco Central está de olho na especulação do mercado", disse à Reuters Mauriciano Cavalcante. "Ele está deixando o mercado fluir de acordo com a oferta e a procura, mas quando há picos de especulação ele mostra presença, e o BC tem bala na agulha para intervir." Variação do dólar em 2020 Economia G1
Veja Mais

14/08 - Prorrogadas inscrições para concurso da prefeitura de Mogeiro, PB
São ofertadas 72 vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade e salários de até R$ 6,9 mil. Prorrogadas inscrições para o concurso da prefeitura de Mogeiro. Divulgação Foram prorrogadas para até o dia 11 de setembro as inscrições para o concurso da prefeitura de Mogeiro, na Mata paraibana. Estão sendo ofertadas 72 vagas, para os os níveis fundamental, médio e superior de escolaridade, com salários de até R$ 6,9 mil. Veja o edital do concurso para a prefeitura de Mogeiro As inscrições devem ser feitas pela internet, no site da organizadora do concurso, ou presencialmente na sede da prefeitura, no horário das 9h às 13h. As taxas de inscrição custam R$ 75 para cargos de nível fundamental, R$ 85 para cargos de nível médio e técnico e R$ 115 para cargos de nível superior. Os cargos com maiores salários são os de médico USG, médico clínico geral, médico dermatologista e ginecologista. Já os cargos de auxiliar administrativo, gari, médico clínico geral e técnico em enfermagem são os que oferecem mais vagas, com sete oportunidades cada. Também há vagas para agente de endemias, atendente de consultório dentário, digitador, enfermeiro, fonoaudiólogo, médico pediatra, médico psiquiatra, motorista, nutricionista, operador de máquinas, professor de artes, professor de geografia, professor de história, professor de matemática, professor de português, psicólogo clínico, técnico agrícola, técnico em laboratório e técnico em piscicultura. As provas foram adiadas e agora estão previstas para acontecer no dia 25 de outubro. Concurso da prefeitura de Mogeiro Vagas: 72 Nível: fundamental, médio e superior Salários: a partir de R$ 1.045 até R$ 6,9 mil Prazo de inscrição: até 11 de setembro Local de inscrição: site da organizadora, Facet concursos Taxas de inscrição: R$ 75 (fundamental), R$ 85 (médio) e R$ 115 (superior) Provas: 25 de outubro Edital do concurso da prefeitura de Mogeiro
Veja Mais

14/08 - Lucro da Sabesp recua 16,8% no 2º trimestre, afetado por pandemia e câmbio
Empresa citou redução nas receitas com clientes comerciais e industriais, postergação do reajuste tarifário e elevação do nível de inadimplência. A Sabesp teve lucro líquido de R$ 378,2 milhões no segundo trimestre, queda de 16,8% em relação ao mesmo período do ano anterior, afetado por medidas adotadas em razão da instabilidade econômica no país com a pandemia de Covid-19, além de efeitos cambiais. O resultado operacional medido pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado, porém, cresceu 28,4% ano a ano, para R$ 1,58 bilhão, com aumento da margem Ebitda ajustada de 30,8% para 35,7%. A companhia destacou acordo com o município de Mauá em junho, que gerou um aumento de R$ 193,6 milhões na receita operacional, bem como operação no município de Santo André em agosto do ano passado, que representou acréscimo R$ 73,4 milhões na receita operacional bruta ante o segundo trimestre de 2019. Entre os reflexos adversos da pandemia, a Sabesp citou redução nas receitas com clientes comerciais e industriais, postergação do reajuste tarifário e isenção no pagamento dos clientes das categorias de uso 'Residencial Social' e 'Residencial Favela'. A companhia também reportou aumento de R$ 36,4 milhões, para R$ 117,18 milhões, nas despesas com perdas calculadas com créditos de liquidação duvidosa, citando elevação do nível de inadimplência e da expectativa de aumento nas perdas futuras, decorrente da queda na arrecadação dos municípios e do aumento dos pedidos de falência. Nesse contexto, a receita operacional líquida somou R$ 4,43 bilhões entre abril e junho, incremento de 10,9% frente ao mesmo trimestre de 2019, também beneficiada por reajuste tarifário a partir de maio do ano passado. O volume faturado de água e esgoto da companhia de saneamento básico do Estado de São Paulo alcançou 986,4 milhões de metros cúbicos no segundo trimestre, alta de 3,2% frente ao mesmo intervalo de 2019. O resultado financeiro ficou negativo em R$ 675,5 milhões, um salto em relação ao desempenho negativo de R$ 155,6 milhões no segundo trimestre de 2020. De acordo com dados disponíveis ma Comissão de Valores Mobiliários (CVM) nesta sexta-feira, o efeito nas variações monetárias e cambiais líquidas no segundo trimestre foi R$ 523 milhões acima do valores do mesmo período de 2019. No segundo trimestre, o investimento somou R$ 1,3 bilhão, sendo que R$ 514,3 milhões não afetaram o caixa. A Sabesp disse que encerrou o segundo trimestre com R$ 3,366 bilhões em caixa e equivalentes de caixa, de R$ 2,253 bilhões no final de 2019. Ilhabela renova contrato com a Sabesp por mais 30 anos
Veja Mais

14/08 - Embraer encerra Plano de Demissão Voluntária nas fábricas do Brasil nesta sexta-feira
Esse é o segundo PDV adotado pela fabricante de aeronaves brasileira por causa da crise provocada pela pandemia de Covid-19. Embraer encerra Plano de Demissão Voluntária nas fábricas do Brasil nesta sexta-feira Divulgação/Embraer A Embraer encerra nesta sexta-feira (14) as inscrições para um Plano de Demissão Voluntária (PDV) nas unidades do Brasil. A empresa emprega cerca de 16 mil funcionários no país, sendo 10 mil em São José dos Campos e Taubaté. O PDV foi aberto no começo de agosto e é o segundo adotado pela empresa por causa da crise provocada pela pandemia de Covid-19. Antes, a empresa já havia feito um PDV para os funcionários que estavam em licença remunerada. O número de adesões não foi informado. Segundo a Embraer, o PDV é voltado a aposentados por tempo de serviço ou funcionários que tiverem 55 anos ou mais de idade, além de trabalhadores em licença remunerada. A proposta para quem aderir ao PDV inclui: Plano de saúde para o funcionário e dependentes até janeiro de 2021; Auxílio-alimentação de R$ 450 mensais pelo mesmo período; Apoio para recolocação no mercado; Verbas rescisórias comuns a desligamentos sem justa causa; Indenização de 10% do salário-base nominal por ano de empresa. A Embraer diz que essa medida foi adotada por causa da crise gerada pela pandemia de coronavírus e que vai manter esforços para minimizar os impactos e garantir a adequação necessária da empresa diante da nova realidade do mercado. Desde março, a empresa informa que implantou o trabalho remoto integral (home office), deu férias coletivas, suspendeu temporariamente contratos de trabalho (lay-off), reduziu a jornada de trabalho e um PDV para um grupo de colaboradores que estava em licença remunerada. Initial plugin text
Veja Mais

14/08 - Bolsas da China fecham em alta com suporte de ações de consumo
Dados fracos do varejo reforçaram as expectativas de que o governo adotará mais medidas para alimentar a demanda doméstica. O mercado acionário da China fechou em alta nesta sexta-feira (14) diante de ganhos das empresas de consumo, uma vez que dados fracos reforçaram as expectativas de que o governo adotará mais medidas para alimentar a demanda doméstica. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, subiu 1,49%, enquanto o índice de Xangai teve alta de 1,19%. O índice de start-ups ChiNext ganhou 1,8%, enquanto o recém-lançado STAR50 avançou 1,1%. Liderando os ganhos, o subíndice de produtos ao consumidor do CSI300 terminou com alta de 1,9%, tendo ganhado 43% este ano. Na semana, o CSI300 perdeu 0,1%, enquanto o SSEC teve ganho de 0,2%. Vendas do varejo na China caem As vendas no varejo na China recuaram em julho contrariando as expectativas de aumento, uma vez que os consumidores mantiveram a cautela devido ao coronavírus, enquanto a recuperação do setor industrial mostrou dificuldades em ganhar ritmo. A recuperação da China estava ganhando força depois que a pandemia paralisou grandes partes da economia uma vez que a demanda reprimida, os estímulos do governo e exportações resilientes reanimaram a atividade. Entretanto, os dados de julho divulgados nesta sexta-feira pela Agência Nacional de Estatísticas mostraram um crescimento da produção industrial na comparação anual mais fraco do que o esperado e o sétimo mês seguido de queda das vendas varejistas. Alguns analistas atribuíram a perda de força na economia às fortes chuvas que inundaram o sul da China desde junho e a vários surtos novos de Covid-19 que levaram a paralisações parciais. Veja as cotações de fechamento das principais bolsas da Ásia: Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,17%, a 23.289 pontos. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 0,19%, a 25.183 pontos. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 1,19%, a 3.360 pontos. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 1,49%, a 4.704 pontos. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 1,23%, a 2.407 pontos. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,25%, a 12.795 pontos. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,56%, a 2.581 pontos. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,58%, a 6.126 pontos. ‘Não há motivo para pânico’, diz diretor da OMS sobre Covid-19 em frango
Veja Mais

14/08 - PIB da Zona do euro cai 12,1% no 2º trimestre, maior queda desde 1995, confirmam dados oficiais
O número de pessoas empregadas teve queda recorde de 2,8% na comparação com os 3 primeiros meses do ano. O PIB (Produto Interno Bruto) da zona do euro caiu 12,1% no segundo trimestre em comparação ao trimestre anterior e contraiu 15% em comparação ao mesmo período do ano passado, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (14) pelo Eurostat, o escritório de estatísticas da União Europeia (UE), confirmando os dados da primeira leitura divulgada no final de julho. No conjunto dos 27 países da UE, o PIB caiu 11,7% no segundo trimestre perante os três meses anteriores e 14,1% na comparação com o mesmo período do ano passado. Essas foram, de longe, as quedas mais acentuadas observadas desde o início da série histórica em 1995. O desempenho de abril a junho colocou o bloco econômico em recessão técnica (definida por dois trimestres seguidos de retração). No primeiro trimestre, a economia da zona do euro registrou queda de 3,6%, e a da União Europeia, contração de 3,2%. PIB da zona do euro - segundo trimestre de 2020 Economia G1 Entre os países cujas informações já foram divulgadas, a Espanha registrou a maior contração no trimestre, na comparação com os três meses anteriores: 18,5%. Em Portugal, a queda foi de 13,9%, na França, de 13,8%, na Itália, de 12,4%, e na Alemanha, 10,1%. Já a Polônia teve queda de 8,9% no 2º trimestre e entrou em recessão pela primeira vez desde o fim do comunismo. O Eurostat também informou que o número de pessoas empregadas caiu 2,8% no segundo trimestre face ao primeiro trimestre na zona do euro. Esta foi a maior queda trimestral no emprego desde que os registos começaram, em 1995. A última queda recorde havia sido registada no primeiro trimestre de 2009, quando recuou 0,8%. Desempenho do PIB dos países europeus Economia G1 Superávit comercial da zona do euro aumenta com queda de importações O superávit comercial da zona do euro com o resto do mundo saltou em junho para 21,2 bilhões de euros uma vez que o recuo das importações de bens do bloco superou a queda das exportações em meio em meio a perdas globais no comércio devido à pandemia de Covid-19. A Eurostat informou nesta sexta-feira que o superávit comercial de junho foi maior do que o registrado um ano antes, quando o bloco teve saldo positivo de 19,4 bilhões de euros. A leitura também superou a expectativa de superávit de 12,6 bilhões. O dado foi resultado de uma queda de 12,2% nas importações, o que mais do que compensou o recuo de 10% das exportações, mostraram as estimativas. Zona do Euro tem contração recorde no segundo trimestre de 2020
Veja Mais

14/08 - Polônia entra em recessão pela primeira vez desde o fim do comunismo
PIB do país registrou queda de 8,9% na comparação com os três meses anteriores. Pessoas usam máscaras como proteção contra a Covid-19 enquanto caminham ao longo do rio Vistula, em Varsóvia, na Polônia. Wojtek Radwanski / AFP A Polônia entrou oficialmente em recessão pela primeira vez desde o fim do comunismo, depois que o Produto Interno Bruto (PIB) registrou queda de 7,9% no segundo trimestre de 2020 em ritmo anual e de 8,9% na comparação com os três meses anteriores. Os dados foram divulgados na primeira estimativa do Instituo Nacional de Estatísticas. No primeiro trimestre, o PIB polonês caiu 0,4% na comparação com o período anterior e registrou alta de 1,6% em ritmo anual. A estimativa para o segundo trimestre leva em consideração os efeitos da pandemia e as medidas governamentais destinadas a combater a COVID-19, anunciou o instituto de estatísticas em um comunicado. Com 38 milhões de habitantes, a Polônia é a maior economia da Europa Central e Leste. O país, que registra um crescimento ininterrupto desde que virou uma economia de mercado há 30 anos, avançou 4,1% em 2019, após uma alta de 5,3% em 2018. Economia dos países da Zona do Euro deve ter recessão ainda maior este ano
Veja Mais

14/08 - Maioria dos beneficiários usa auxílio emergencial para comprar comida, diz Datafolha
Pesquisa foi realizada em 11 e 12 de agosto, com 2.065 pessoas. Margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. Pesquisa Datafolha divulgada pelo jornal "Folha de S.Paulo" no final da noite desta quinta-feira (13) mostra os seguintes percentuais para o uso dos R$ 600 do auxílio emergencial: Compra de alimentos: 53% Pagamento de contas: 25% Pagamento de despesas da casa: 16% Outras despesas: 4% Compra de remédio/máscara/álcool em gel: 1% A pesquisa foi realizada em 11 e 12 de agosto, com 2.065 brasileiros adultos que possuem telefone celular em todas as regiões e estados do país. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. O instituto perguntou ao entrevistado se o auxílio emergencial é sua única fonte de renda. Sim: 44% Não/há outras fontes de renda: 56% Uso do auxílio com comida, por grupos Nordestinos: 65% Mais pobres: 61% Pessoas com menos instrução: 59% Renda familiar mensal, segundo pedido ou não de auxílio Até 2 salários mínimos Sim: 54% Não: 46% Mais de 2 até 5 salários mínimos Sim: 31% Não: 69% Mais de 5 até 10 salários mínimos Sim: 11% Não: 89% Mais de 10 salários mínimos Sim: 4% Não: 96% Escolaridade, segundo pedido ou não de auxílio Fundamental Sim: 44% Não: 56% Médio Sim: 46% Não: 54% Superior Sim: 22% Não: 78% Região, segundo pedido ou não de auxílio Sudeste Sim: 36% Não: 54% Sul Sim: 34% Não: 66% Nordeste Sim: 45% Não: 55% Centro-Oeste/Norte Sim: 50% Não: 50% Mais de 680 mil servidores receberam auxílio emergencial de forma irregular
Veja Mais

14/08 - 24 empresas abrem mais de 700 vagas de emprego no país; veja lista
Entre empresas estão Petz, Kraft Heinz, BTG Pactual e Grupo GR. As empresas Petz, Grupo GR, Bovcontrol, Plugg.To, RankMypp, Social Miner, Econodata, Netshow.me, iUPay, Ecolab, BizCapital, Origin, Sotran Logística, Kenoby, Spot Educação, Kraft Heinz, Supero Tecnologia, Carupi, Senior Sistemas, BTG Pactual, Roit Consultoria e Contabilidade, Grupo Soulan, Acesso Digital e Picpay estão com mais de 700 vagas de emprego abertas. Veja abaixo os detalhes dos processos seletivos: Veja mais vagas de emprego pelo país Petz A Petz, empresa do mercado de pets, está contratando profissionais para aumentar o quadro atual de 540 funcionários em centros de estética. As posições são para Esteticista 1 (banhista) e Esteticista 2 (tosador). Os principais requisitos são experiência em tosa na máquina e tesoura de ao menos seis meses, disponibilidade para trabalhar em escala 6x1, com folga fixa durante a semana e escala 2x1 aos finais de semana, no horário das 14h às 22h20. Os interessados nas vagas podem enviar currículos para: andreza.gomes@petz.com.br ou entrar em contato pelo Whatsapp em: 11-963964177 Grupo GR O Grupo GR abriu processo seletivo para 75 vagas para os cargos de recepcionista, bombeiro civil, agente de conservação e auxiliar de limpeza, na Grande São Paulo. Os pré-requisitos podem ser consultados no site https://grupogr.pandape.com.br/ e a candidatura à vaga é somente online. As entrevistas serão por meio de ferramentas virtuais. O grupo tem ainda 107 vagas abertas para o cargo de vigilante na região metropolitana do Rio de Janeiro. Os pré-requisitos são Ensino Médio completo, formação de vigilante e reciclagem em dia. Para se inscrever, acesse o link https://grupogr.pandape.com.br/ Bovcontrol A BovControl, empresa que conecta fazendeiros com fornecedores, processadores e varejistas, está com vagas abertas nas áreas de Front-end e Back-end Developer e Full Stack Developer, entre outros. Para mais informações, acesse https://bovcontrolcareers.squarespace.com/open-positions RankMyAPP O RankMyAPP, empresa focada em estratégia de mobile marketing, está com uma vaga aberta para Gerente de Marketing para atuar na geração de resultados B2B alinhados à estratégia da empresa. Para mais informações sobre a vaga acesse: https://rankmyapp.gupy.io/jobs/254335 Plugg.To O hub de integração para marketplaces Plugg.To está com vagas para desenvolvedores, sendo cinco para Back-End Developer e um para Front-End Developer, além de um analista de suporte. Para as vagas de Back-End, é necessário que o candidato tenha sólidos conhecimentos no uso, manutenção e criação de APIs. Em Front-End, é preciso ter conhecimento em desenvolvimento web, Vue.js e integração de APIs. Os salários dos desenvolvedores vão de R$ 2 a R$ 8 mil entre juniores, plenos e seniores. Para mais informações, acesse os sites: https://trampos.co/oportunidades/159120-frontend-developer ou https://trampos.co/oportunidades/159119-backend-developer ou https://trampos.co/oportunidades/158934-analista-de-suporte?locale=pt-BR Social Miner A startup especializada em dados de comportamento, que usa inteligência artificial, big-data e humanização para ajudar empresas a melhorar sua performance, está com oportunidades para Engenheiros de Software Senior, Data Engineers, Engenheiro de DevOps e Front-end Engineer Senior. Para se candidatar acesse: https://hipsters.jobs/job/4873/engenheiro-de-software-sp/ ou https://hipsters.jobs/job/6248/engenheir-de-dados-sp/ ou https://hipsters.jobs/job/16296/engenheiro-de-devops/ ou https://hipsters.jobs/job/1066/front-end-engineer-sp/ Econodata A Econodata, especialista em prospecções B2B, está com mais de 12 vagas em TI nas cidades de São Paulo, Florianópolis e Porto Alegre, trabalhando 100% remoto. O detalhamento das vagas está em https://econodata.recruitee.com/ Netshow.me A Netshow.me, startup que oferece soluções profissionais de vídeo e transmissões ao vivo para empresas e produtores de conteúdo, está com oportunidades para Customer Success, Inside Sales, Produto e Tecnologia. As vagas são para atuar em São Paulo,no modelo remoto. Para se candidatar, acesse: https://jobs.kenoby.com/netshowme iUPay Startup de inovação em métodos de pagamento, a iUPay está com 3 vagas abertas em Sofware Engineer, para estudantes de Engenharia da Computação, Ciência da Computação ou cursos relacionados. O profissional irá desenvolver micro serviços e jobs de back-end de larga escala para servir de suporte ao novo sistema de pagamentos digitais do Brasil. Para mais informações acesse https://www.iupay.com.br/ ou envie currículo para vagas@iupay.com.br Ecolab A Ecolab, empresa de prevenção de infecções, soluções e serviços para água e higiene, está recrutando profissionais de Engenharia Química para a edição 2020 do seu programa Jovens Talentos. Os candidatos devem ser formados entre dezembro de 2018 e julho deste ano e podem se inscrever no site da empresa, até 23 de agosto, pelo site. O candidato deve ter inglês fluente, espanhol desejável, disponibilidade para viagens e para atuar em Barueri-SP. A seleção é composta por seguintes etapas: inscrições, testes online (inglês, raciocínio lógico, perfil comportamental e vídeo entrevista) e um painel com o diretor responsável pelas Operações Industriais da empresa no Brasil. BizCapital A BizCapital, fintech que concede empréstimo online para micro e pequenas empresas, está com posições abertas no Rio de Janeiro e Minas Gerais, em diversas áreas. Ao todo, são 12 vagas para os seguintes cargos: Desenvolvedor FullStack (Juiz de Fora/MG) Advogado I (Rio de Janeiro/RJ) Advogado II (Rio de Janeiro/RJ) Analista de Cobrança (Juiz de Fora/MG) Analista de Outbound Sales (Rio de Janeiro/RJ) UX (Rio de Janeiro/RJ) Analista de Atendimento (Juiz de Fora/MG) Analista de Inside Sales (Juiz de Fora/MG) Analista de Documentação (Rio de Janeiro/RJ) As vagas são CLT, com benefícios, e o processo de seleção será todo online. Por enquanto, o trabalho é remoto. Para se candidatar, basta enviar o currículo para o e-mail gente@bizcapital.com.br Origin A Origin, startup que ajuda empresas a aliviar o estresse financeiro de seus funcionários, está com 10 vagas abertas para designers, engenheiros de softwares e gerentes de produto, e oferece remuneração competitiva em dólar, além de benefícios como curso de inglês, férias e horário flexível, além de programas para desenvolvimento pessoal, mental e físico. Para se inscrever, o candidato precisa acessar o site: https://www.useorigin.com/careers Sotran Logística A Sotran Logística, transportadora digital de cargas, anuncia a abertura de 13 novas oportunidades para os cargos de embarcador, coordenador administrativo e de logística, gerente de logística, gerente de novos negócios, gerente de desenvolvimento comercial e engenheiro desenvolvedor. As vagas são para Londrina (PR), Rio Verde (GO), Catanduva (SP), Assis (SP), Americana (SP), Dourado (MS), Ponta Porã (MS) e Ribeirão Preto (SP). Para se inscrever, o candidato precisa acessar aqui: https://jobs.kenoby.com/sotran Kenoby A Kenoby, software de recrutamento e seleção, anuncia a abertura de 2 vagas de estágio para a área de vendas, e 2 vagas de pessoa executiva de vendas plena. Regime CLT, plano de saúde, odontológico, clube de descontos, VR/VA em cartão flexível, crédito consignado e jornada flexível. Informações neste link: https://jobs.kenoby.com/kenoby Spot Educação A Spot Educação, holding de ensino complementar do fundo de investimentos Gera Capital, está com inscrições abertas para o programa de trainee Acelera Spot 2021. Podem participar jovens de todas as idades, formados em qualquer curso de graduação entre dezembro de 2018 e dezembro de 2020. É necessário ter disponibilidade para viajar pela empresa e nível avançado de conhecimento em inglês. Os jovens talentos poderão atuar ativamente e liderar importantes projetos dentro de uma das unidades de negócio da holding: a rede de escolas de inglês Cultura Inglesa que atua no RJ, DF, ES, GO e RS, os programas bilíngues Edify e Go Bilingual, a escola de programação e robótica codeBuddy e o curso online Hyper English. Os interessados precisam fazer inscrição pelo site bespotted.spoteducacao.com.br ou diretamente pelo vagas.com até 13 de setembro. Os trainees da Spot Educação vão receber salário compatível com o mercado e ter direito a PLR por atingimento metas. Além disso, vão contar com plano de saúde e odontológico, vale-transporte e vale-refeição, bem como bolsa de estudos na Cultura Inglesa. Kraft Heinz A Kraft Heinz, empresa dona das marcas Heinz, Quero e Kraft, abre as inscrições para seu processo seletivo para o programa de estágio, desta vez voltado para a diversidade, com foco na contratação de mulheres, negros, PCDs e LGBTQI+. São cerca de 30 vagas a serem preenchidas, tanto no escritório em São Paulo quanto nas fábricas em Goiás, e o candidato passará por uma série de etapas online, a começar pela inscrição pelo site http://eunakraftheinz.com.br/. As inscrições podem ser feitas até 4 de setembro. Estudantes dos dois últimos anos de qualquer curso de graduação podem se inscrever e, depois do processo seletivo, serão designados para vagas nas áreas de Marketing, Food Service, People, Pricing, Procurement em São Paulo e Manufatura e Logística em Goiás, entre outras. Os selecionados terão de enviar uma vídeoapresentação até o final de outubro e, em novembro, a Kraft Heinz selecionará alguns candidatos para a fase final, que consiste na resolução presencial de um case. Os selecionados para as vagas devem iniciar o trabalho em janeiro de 2021. Supero Tecnologia A Supero Tecnologia, que fornece soluções sob medida em Tecnologia da informação (TI) e tem unidades nas cidades catarinenses de Blumenau, Florianópolis e Joinville, está com 75 oportunidades abertas para as funções de Analista de Sistemas, Arquiteto de Software, Analista de QA, Desenvolvedores (PHP, Angular, .Net, PLSQL, Mobile, JAVA), Gerente de Projeto e Analista de Suporte. Podem se candidatar profissionais de todo o Brasil, que trabalharão em home office até 31 e dezembro. Informações pelo link: https://www.supero.com.br/trabalhe-conosco/ Carupi A Carupi, empresa que permite a venda e compra de veículos usados sem sair de casa, abriu 75 novas vagas de emprego para vendedores 100% home office no formato de profissionais autônomos. Os candidatos aprovados terão acesso a comissões mediante bom desempenho, treinamentos e ferramentas digitais de última geração. As vagas são para todo o Brasil mediante envio de currículo para recruiting@carupi.com. Senior Sistemas A Senior Sistemas, empresa especialista em tecnologia para gestão, está com 83 vagas abertas para São Paulo, Santa Catarina, Curitiba, Cuiabá, Porto Alegre, Rio de Janeiro e Fortaleza. São 15 vagas para a área comercial; 42 vagas de TI; 2 vagas de liderança (Coordenador de desenvolvimento); 24 vagas para: analista de negócios, analista de suporte, analista de implantação, arquiteto de soluções, consultor de negócios, Gerente de projetos, UX designer, vendedor interno e redator técnico. Inscrição e envio de currículo no link: www.Senior.com.br/carreiras BTG Pactual O banco de investimentos BTG Pactual abriu inscrições para dois programas de estágio em 2021. O Estágio do BTG Pactual 2021 oferece a oportunidade de desenvolver habilidades e conhecimentos essenciais no Mercado Financeiro em diversas áreas do banco e começar a construir uma carreira no BTG Pactual. Os interessados devem residir em São Paulo ou no Rio de Janeiro, ter conhecimento de inglês, disponibilidade para estagiar integralmente e previsão de formatura entre 12/2021 e 12/2022. As vagas são para início em 01/2/2021. As inscrições estão abertas até 28/8 neste link . O Estágio de Férias do BTG Pactual 2021 permite aos estudantes aproveitar as férias da faculdade para vivenciar o dia a dia das áreas do banco e conhecer de perto a cultura e a carreira no BTG Pactual. As vagas são destinadas para universitários com formação prevista entre Dezembro de 2021 e Dezembro de 2024. O estágio terá início em 04/1/2021, pode ser feito de maneira remota e dura até o final das férias. Para participar, os interessados devem ter conhecimento de inglês. As inscrições estão abertas até 28/8 neste link . Roit Consultoria e Contabilidade A Roit Consultoria e Contabilidade, accountech criadora do robô contador, está com 30 vagas abertas, todas para o seu departamento de tecnologia. As atividades a serem desempenhas são nas áreas de programação. O trabalho poderá ser desempenhado via home office, e profissionais de todas as regiões do país podem se candidatar. A empresa oferece benefícios como plano de saúde, odontológico, programas de incentivo à educação e planos de carreiras escalonáveis. Os interessados devem enviar currículo para: recrutamento@roit.com.br Grupo Soulan O Grupo Soulan, consultoria de Recursos Humanos, anuncia a abertura de 170 vagas para contratações efetivas em São Paulo. Os postos de trabalho são para diversas áreas: comercial, TI, financeira, administrativa, de saúde, operação, e-commerce, logística, produção, contábil e RH, entre outras, além de vagas para aprendizes. Todo o processo de seleção é realizado remotamente. Confira todas as vagas disponíveis em: http://bit.ly/VagasSoulan_AGO20 Acesso Digital A Acesso Digital, IDTech que desenvolve soluções de proteção de identidade digital, está com mais de 40 vagas abertas nos escritórios de São Paulo e Londrina. São oportunidades em áreas como Desenvolvimento (back end, front end e mobile), Segurança da Informação, Produto, Jornada do Cliente, Recursos Humanos e Operações. A maioria dos cargos não exige curso superior completo e nem inglês. As entrevistas serão feitas virtualmente durante o mês de agosto e todos os candidatos receberão retorno. Mais informações neste link. Picpay O PicPay, aplicativo de pagamentos, vai contratar cerca de 100 profissionais para as áreas de Tecnologia e Operação de Crédito e Cartão para atuação remota ou presencial nas cidades de São Paulo e Vitória. As inscrições estão abertas até 31 de agosto. Entre os benefícios estão assistência médica e odontológica; seguro de vida; vale-transporte e/ou auxílio-combustível; vale-refeição e/ou vale-alimentação; vale-cultura; PicPay Acolhe - programa que oferece apoio jurídico, social, psicológico e financeiro para toda a família do colaborador; PPR - Participação nos Resultados do PicPay; horário flexível e possibilidade de home office. 1. Analista de Negócio Pleno de Analytics Requisitos e qualificações: Facilidade e conhecimento de atividades do dia a dia de gestão de indicadores e operações; conhecimento da operação do mercado de cartões ou de meios de pagamento e crédito e experiência com a metodologia ágil e critérios de priorização. Cidade: A vaga é voltada para o trabalho no escritório de São Paulo, capital, mas candidatos de todas as regiões do Brasil serão aceitos, com a possibilidade do trabalho remoto. Link para inscrições: https://picpaypage.gupy.io/jobs/233203?jobBoardSource=gupy_public_page 2. Analista de Negócio Pleno de Autorização Requisitos e qualificações: Facilidade e conhecimento de atividades do dia a dia de gestão de transações e prevenção; conhecimento da operação do mercado de cartões ou de meios de pagamento e crédito e experiência com a metodologia ágil e melhorias de processos. Cidade: A vaga é voltada para o trabalho no escritório de São Paulo, capital, mas candidatos de todas as regiões do Brasil serão aceitos, com a possibilidade do trabalho remoto. Link para inscrições: https://picpaypage.gupy.io/jobs/233369?jobBoardSource=gupy_public_page 3. Analista de Negócio Pleno de Backoffice Requisitos e qualificações: Facilidade e conhecimento de atividades do dia a dia de gestão de indicadores em operações; conhecimento da operação do mercado de cartões ou de meios de pagamento e crédito e experiência com a metodologia ágil e melhorias de processos. Cidade: A vaga é voltada para o trabalho no escritório de São Paulo, capital, mas candidatos de todas as regiões do Brasil serão aceitos, com a possibilidade do trabalho remoto. Link para inscrições: https://picpaypage.gupy.io/jobs/233362?jobBoardSource=gupy_public_page 4. Analista de Negócio Pleno de Conciliação Requisitos e qualificações: Ter experiência em atividades de gestão de conciliação e financeira; conhecer a operação do mercado de cartões ou de meios de pagamento e crédito e ter conhecimentos de metodologia ágil e melhoria de processos. Cidade: A vaga é voltada para o trabalho no escritório de São Paulo, capital, mas candidatos de todas as regiões do Brasil serão aceitos, com a possibilidade do trabalho remoto. Link para inscrições: https://picpaypage.gupy.io/jobs/233373?jobBoardSource=gupy_public_page 5. Analista de Segurança da Informação Sênior (GRC) Requisitos e qualificações: Ter experiência em análise crítica e colaboração nos processos de Segurança da Informação; ter o domínio das atividades recorrentes e relacionadas com as práticas e regulamentações; ter boa experiência com as normas e regulamentações SOX, PCI-DSS, resolução 3.909 e 4.658 do BACEN; ter conhecimento das metodologias de Segurança da Informação (CSA, NIST, ISO 27001, ISO 27002, ISO 27701, ISO 27005 e ISO 22301); ter experiência em desenvolvimento, implementação e testes de controles de TI e Segurança da Informação; ter noções fortes de criação, revisão e publicação de políticas, processos e procedimentos de segurança; ter conhecimentos relacionados a nova lei de privacidade de dados (LGPD) e a ambientes de cloud pública. Cidade: A vaga é voltada para o trabalho no escritório de São Paulo e Vitória, mas candidatos de todas as regiões do Brasil serão aceitos, com a possibilidade do trabalho remoto. Link para inscrições: https://picpaypage.gupy.io/jobs/237804?jobBoardSource=gupy_public_page 6. Analista de Segurança da Informação Sênior (Privacidade) Requisitos e qualificações: Experiência profissional com programas de adequação a LGPD ou GDPR; Conhecimentos relacionados a nova lei de privacidade de dados (LGPD); Conhecimento em frameworks e regulamentações de segurança e tecnologia com SOX, ISO 27001, PCI-DSS e 3909 e 4658 do Banco Central; Experiência em desenvolvimento, implementação e testes de controles de TI e Segurança da Informação; Experiência em criação, revisão e publicação de políticas, processos e procedimentos de segurança; Conhecimento de GDPR será um diferencial. Cidade: A vaga é voltada para o trabalho no escritório de São Paulo e Vitória, mas candidatos de todas as regiões do Brasil serão aceitos, com a possibilidade do trabalho remoto. Link para inscrições: https://picpaypage.gupy.io/jobs/235506?jobBoardSource=gupy_public_page 7. Analista de Squad Cartões Requisitos e qualificações: Conhecimento básico e vivência em métodos ágeis; Conhecimento básico em implantação de processos e políticas operacionais; Domínio dos processos operacionais de cartões e boa atualização sobre auto serviços pelo APP e processos PJ. Cidade: A vaga é voltada para o trabalho no escritório de São Paulo, capital, mas candidatos de todas as regiões do Brasil serão aceitos, com a possibilidade do trabalho remoto. Link para inscrições: https://picpaypage.gupy.io/jobs/239002?jobBoardSource=gupy_public_page 8. Data Analytics Requisitos e qualificações: Ter domínio de Data Visualization, Drill down e Roll up, slice & dice, LOD; Noções de storytelling, frameworks de análise, sumarização de problemas, usecases e personas; Ter experiência na Lógica de Programação, saber escrever e revisar queries em banco de dados, usar parâmetros e criar variáveis; Ter conhecimento em SQL, Looker, Metabase ou outras plataformas de Self-Service de dado. Saber utilizar Tableau, PowerBi ou outras ferramentas de Data Visualisation. Cidade: A vaga é voltada para o trabalho no escritório de São Paulo e Vitória, mas candidatos de todas as regiões do Brasil serão aceitos, com a possibilidade do trabalho remoto. Link para inscrições: https://picpaypage.gupy.io/jobs/241610?jobBoardSource=gupy_public_page 9. Desenvolvedor(a) Android Requisitos e qualificações: Ter experiência com desenvolvimento de aplicativos nativos Android (Kotlin/Java), Android SDK (Lifecycle, Service, ContentProvider, Broadcast etc) e Android Jetpack Components (ViewModel, Room, LiveData, Databinding, Navigation); Ter noções de arquitetura de software, princípios SOLID e padrões de projeto; Dominar ferramentas de versionamento de código e desenvolvimento colaborativo; Saber fazer testes unitários e instrumentados; Ter conhecimento em UI customizada e metodologias ágeis, CI e CD, além de consumo de APIs RESTful. Diferenciais: Atuações com gerenciamento de memória e ajustes de desempenho de app; Modularização de aplicações; Ferramentas de minificação e ofuscação de código e processos de build serão consideradas diferenciais. Cidade: A vaga é voltada para o trabalho no escritório de São Paulo e Vitória, mas candidatos de todas as regiões do Brasil serão aceitos, com a possibilidade do trabalho remoto. Link para inscrições: https://picpaypage.gupy.io/jobs/232505?jobBoardSource=gupy_public_page 10. Desenvolvedor(a) Frontend Requisitos e qualificações: Experiência em HTML/CSS/Javascript e Framework SPA (Angular, React, StencilJS, etc); Sólidos conhecimentos em ES6, testes unitários e E2E, pré-processadores CSS (SASS), GIT, API Rest e domínio da metodologia ágil. Cidade: A vaga é voltada para o trabalho no escritório de São Paulo e Vitória, mas candidatos de todas as regiões do Brasil serão aceitos, com a possibilidade do trabalho remoto. Link para inscrições: https://picpaypage.gupy.io/jobs/232224?jobBoardSource=gupy_public_page 11. Desenvolvedor(a) iOS Requisitos e qualificações: Desenvolvimento com Swift; Experiência com Objective-C, REST API's, Autolayout com xib, storyboard e/ou ViewCode; Noções de arquitetura: MVVM, Viper, e outras; Experiência com testes automatizados, ferramentas de controle de versão (Git) e gerenciamento de dependências. Cidade: A vaga é voltada para o trabalho no escritório de São Paulo e Vitória, mas candidatos de todas as regiões do Brasil serão aceitos, com a possibilidade do trabalho remoto. Link para inscrições: https://picpaypage.gupy.io/jobs/232544?jobBoardSource=gupy_public_page 12. Desenvolvedor(a) JAVA Requisitos e qualificações: Atuação com Java e frameworks da stack; Metodologia ágil; Docker; PostgreSQL e/ou Mongo e/ou conhecimento em banco de dados não relacional; Cache ( Redis, JCache, SimpleCache e outros); Liquibase/Flyway; Mongotrek/Mongod; Teste unitário e/ou de integração; JUnit e DBUnit; Clean Code; Design Principles; Domain Driven Design; AWS; Kafka e SonarQube / Codacy. Desejável: Noções de Java 11; Maven; Design Patterns/Microservice Patterns; Compreensão e entendimento de arquitetura de microserviços; Spring Boot e MySQL. Cidade: A vaga é voltada para o trabalho no escritório de São Paulo e Vitória, mas candidatos de todas as regiões do Brasil serão aceitos, com a possibilidade do trabalho remoto. Link para inscrições: https://picpaypage.gupy.io/jobs/232132?jobBoardSource=gupy_public_page 13. Desenvolvedor(a) PHP Requisitos e qualificações: Experiência com PHP 7.*; Frameworks Laravel ou Lumen, com ênfase em aplicações RESTful; Armazenamento de dados em MySQL (ou outros bancos relacionais) ou MongoDB (ou outros bancos não relacionais); Ambiente de desenvolvimento com Docker; Atenção para qualidade de código e design patterns; Desenvolvimento orientado a testes e Versionamento de códigos utilizando Gi. Cidade: A vaga é voltada para o trabalho no escritório de São Paulo e Vitória, mas candidatos de todas as regiões do Brasil serão aceitos, com a possibilidade do trabalho remoto. Link para inscrições: https://picpaypage.gupy.io/jobs/232102?jobBoardSource=gupy_public_page 14. DevOps Requisitos e qualificações: Domínio de Cloud Computing, de preferência AWS; ; Shell script/python; Infrastructure as a code (IaaC) - Cloudformation, Terraform; Containers - Docker/Kubernetes; Sistemas de monitoramento - Prometheus, APM, etc; CI/CD - Esteiras de Pipelines e estratégias de deploys; HTTP - WebSocket, API Gateway, proxy, service mesh, proxies, etc; Ferramentas de gestão de configuração - Puppet, Ansible, Chef, etc; Entregar ferramentas escaláveis e resilientes e ter o mindset de Automation-first. Diferenciais: Noções de desenvolvimento de software; Golang/Java/Php; Disater recovery; SQL/NoSQL; Agile/Scrum/Kanban e Segurança. Cidade: A vaga é voltada para o trabalho no escritório de São Paulo e Vitória, mas candidatos de todas as regiões do Brasil serão aceitos, com a possibilidade do trabalho remoto. Link para inscrições: https://picpaypage.gupy.io/jobs/232099?jobBoardSource=gupy_public_page
Veja Mais

14/08 - Startup aposta no aluguel de motos como alternativa para entregadores
Com investimento de R$ 10 milhões, a Mottu planeja ter mil motos até o final do ano em São Paulo; 350 já estão em operação. Valores da locação variam de R$ 245 a R$ 259 por semana. Mottu oferece serviço de aluguel de motos para entregadores Divulgação O aluguel de motos é um negócio ainda pouco explorado no Brasil. Diferente dos automóveis, que possuem uma diversidade de empresas consolidadas no setor, a locação de motocicletas nunca "decolou" no país e não tem números expressivos. Pensando em explorar este nicho, a startup Mottu iniciou as operações em fevereiro de 2020 no Brasil com o foco específico de locação para motoboys. "Acreditamos que a motocicleta é a ferramenta para fazer as pessoas ganharem mais dinheiro do que no antigo emprego", disse Rubens Zanellato, CEO da Mottu. Entregadores na pandemia: 14 horas na moto e medo do contágio Com investimento de R$ 10 milhões, a empresa começou a oferecer seus serviços um pouco antes da crise do coronavírus. Enquanto as locadoras de carros viram muitos motoristas de aplicativos devolverem os veículos durante a pandemia, o cenário para as motos foi diferente. De fevereiro até agosto, o número de cadastrados na plataforma da Mottu atingiu 20 mil inscrições. Desempregados recorrem a aluguel de motos para fazer entregas na pandemia "Nascemos no 'olho do furacão'. Nós somos, infelizmente, uma solução para aqueles que perderam seus empregos", comenta. Sua frota atual operando na cidade de São Paulo é de 350 motos, e o objetivo é chegar a mil unidades até o final de 2020. "Somos a primeira startup que o nosso público é o motoboy; ele nunca foi servido do jeito que ele merece. Quando a gente olha pra ele e fala ‘a gente tá cuidando de você, só se preocupe em trabalhar, que o resto eu me preocupo', ele tem muito mais conforto para sair de casa e trabalhar", afirma. Entre os serviços prestados pela Mottu com o aluguel das motos está a manutenção preventiva do modelo e assistência 24 horas. A empresa também auxilia o entregador, por meio do aplicativo, a encontrar locais para realizar as entregas, além de fazer a "ponte" entre os motoboys e os aplicativos de delivery para facilitar a inscrição de seus clientes nas plataformas. Honda Pop 110i é o modelo disponível para aluguel da Mottu Divulgação Preço da locação A empresa trabalha com dois planos de tarifas: um mensal, de R$ 245 por semana, e outro trimestral, de R$ 259 por semana. Em ambos os casos é necessário deixar um caução parcelado. Para fazer a locação é obrigatório ter Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria A (motos). Existe apenas um modelo para a locação: a Honda Pop 110i, uma moto de baixo custo. Com preço a partir de R$ 6.706, ela é a moto mais barata da fabricante no Brasil, mas não é tão comum na capital paulista — o modelo faz mais sucesso no Nordeste. Segundo a Mottu, a motocicleta pode rodar até 50 km com 1 litro de gasolina. "É uma moto com uma dirigibilidade fácil, anda mais devagar, menos sujeito a acidentes com gravidade", aponta Rubens Zanelatto. Como é a vida dos entregadores na pandemia Motoboys e entregadores na pandemia: como é a rotina no delivery
Veja Mais

14/08 - Desempregados recorrem a aluguel de motos para fazer entregas na pandemia
Apesar da dificuldade em pagar o aluguel e outras despesas, eles consideram uma opção rentável e também um modo de juntar dinheiro para comprar a própria moto. As compras on-line aumentaram durante a pandemia de coronavírus, e muitas pessoas encontraram no delivery uma opção para ganhar dinheiro na crise. Mas, comprar o veículo para entregas pode ser obstáculo, e alguns desempregados estão recorrendo ao aluguel de motos para fazer o serviço. Na cidade de São Paulo, a startup Mottu viu a procura pelo aluguel de motos crescer desde o início das operações, em fevereiro, apenas um mês antes da pandemia de coronavírus começar. Diferente do aluguel de carros, a locação de motocicletas ainda está florescendo no país e não tem números expressivos. Em entrevistas ao G1, entregadores que alugam as motos para trabalhar relatam os prós e contras do serviço. Apesar de dificuldade em pagar o aluguel e outras despesas, eles consideram uma opção rentável e também um modo de juntar dinheiro para comprar a própria moto. Startup aposta no aluguel de motos como alternativa para entregadores O que diz quem usou? Douglas Aparecido da Silva, 28 anos Douglas Aparecido da Silva, 28 anos, está alugando moto para fazer entrega Arquivo Pessoal Sem experiência em rodar de motos nas ruas, ele acabou enxergando no veículo uma possibilidade para conseguir rendimentos na crise. "Trabalhava na área contável, e me demitiram na pandemia. Então, com único dinheiro que tinha, eu aluguei a moto", disse Douglas. Para ele, um dos pontos positivos é que a empresa de aluguel facilita a aprovação por parte dos aplicativos de delivery para começar a trabalhar. "Com o aluguel, eles me prometeram que no dia seguinte já saía trabalhando", disse. Douglas relata, no entanto, uma rotina de trabalho das 8h às 22h para poder pagar as contas de casa e o aluguel da moto. "Faço de R$ 150 a R$ 250 no dia, e como tem que pagar o semanal da moto, então é meio pesado, fora a gasolina e a refeição no dia. Acaba sobrando só R$ 2 mil", afirma. Mesmo assim, ele está conseguindo guardar dinheiro e planeja comprar um moto. "Foi uma válvula de escape pra mim por enquanto, mas eu não pretendo ficar com isso por tanto tempo (o aluguel)". Wally Santos, 37 anos Wallys Santos, 37 anos, é músico e aluga moto para fazer entregas Arquivo Pessoal Ele começou a fazer entregas por aplicativos bem no início da pandemia. "Sou músico formado, sempre gostei de trabalhar com moto, trabalhar livre na rua", relata. "Comprar uma moto é fácil, o difícil é sustentar", disse. Para Santos, alguns dos pontos positivos do serviço são não se preocupar com o seguro e nem com a manutenção do veículo. "A gente vive num país que não pode ter nada, esses dias me roubaram o celular, mas não levaram a moto", relata Santos. A escolha do modelo Honda Pop 110i por parte da Mottu foi justamente por ser um modelo pouco visado na cidade de São Paulo. Custando a partir de R$ 6.706, ela é uma moto mais barata da fabricante no Brasil e é mais vendida no Nordeste. Segundo a Mottu, a motocicleta pode rodar até 50 km com 1 litro de gasolina. Como é a vida dos entregadores na pandemia Motoboys e entregadores na pandemia: como é a rotina no delivery
Veja Mais

14/08 - Por que agricultores já estão vendendo a soja que só vai ser colhida em 2022
Dólar valorizado e apetite chinês estimularam movimento inédito no mercado. Grão é o principal produto de exportação do Brasil. Cooperada soja - Cotrijal Divulgação Cotrijal/Divulgação O agronegócio brasileiro vive um bom momento dentro e fora da porteira em 2020. Com exportações aquecidas, é o único setor da economia que tem conseguido bom desempenho em meio à pandemia do novo coronavírus. Reflexo disso está na soja, principal produto do agro brasileiro e item mais exportado pelo país. E com dólar valorizado e grande procura da China, agricultores estão antecipando a venda do grão que só vai ser colhido no começo de 2022, um fato inédito. Apetite chinês faz exportação de soja crescer e impulsa agronegócio O Brasil se prepara agora para o plantio da safra 2020/21 e, no caso da soja, a colheita está prevista para o início do ano que vem. Isso significa que os agricultores estão antecipando as vendas do produto de uma safra à frente. A avaliação de especialistas é de que 3 fatores permitiram esse cenário inédito: Primeira vez que indústrias aceitaram comprar o grão tão cedo; Preços atrativos por conta do dólar valorizado; Alta demanda da China, maior compradora mundial. Especialista apontam pequenos negócios ocorrendo no Centro-Oeste e no Paraná. Segundo o Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária (Imea), pelo menos 1% da soja de 2022 já foi negociada. Essa venda normalmente ocorreria no início do ano que vem. “O preço está muito bom, nós nunca tivemos um ano tão bom como 2020 para preços e, com esse câmbio favorável (para exportação), a gente já consegue também bons preços lá na frente”, explica Luiz Fernando Gutierrez, analista da consultoria Safras & Mercado. O real desvalorizou mais de 30% em relação ao dólar em 2020. Isso deixa o produto brasileiro mais barato no mercado internacional. Além disso, o Brasil é referência na produção de soja, sendo o maior produtor e exportador mundial. Safra de grãos deve bater recordes neste ano e ultrapassar 253 milhões de toneladas Outro fator, explica Bartolomeu Braz, presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja Brasil), é que essa é a primeira vez em que os agricultores conseguem fazer uma negociação tão antecipada pelo grão. “Isso mostra o planejamento e a credibilidade que o produtor rural conseguiu. Já se tentava fazer isso antes e não era possível. Nós conquistamos isso mostrando que somos sustentáveis e que respeitamos nossos clientes”, afirma. Ainda de acordo com Braz, o dinheiro das negociações está sendo utilizado para a compra de insumos da lavoura, que são cotados em dólar. É uma tática para tentar pagar logo os custos de produção e focar na lavoura apenas para o lucro. Porém, vendas tão aceleradas – tanto agora quanto nas negociações futuras – deixaram a soja mais cara no mercado interno (em reais) e, com isso, indústrias começam a importar o grão de países vizinho por um preço menor por causa do custo logístico (normalmente são empresas que ficam perto da fronteira). Outro reflexo é que a baixa oferta de soja fez com que o governo tivesse que rever os planos para o biodiesel no país (leia mais abaixo). Apetite chinês Para Ana Luiza Lodi, analista de mercado da consultoria StoneX, a China vem buscando mais soja no exterior para recompor estoques e se preparar para o aumento do rebanho de porcos após a peste suína africana matar milhares de animais no país – o farelo do grão é usado como ração. “Além disso, com a pandemia, a gente viu uma preocupação da China com a ruptura da cadeia logística, como portos pararem de funcionar. A China e outros países se adiantaram nas compras, tanto que as exportações cresceram muito nesses 7 meses do ano”, explica. Safra de grãos bate recorde com alta de quase 5% em relação à última colheita Gutierrez aponta também para uma preparação da China para uma possível segunda onda de guerra comercial contra os Estados Unidos. Seria uma forma de os chineses terem mais grão estocado sem depender dos americanos. Safra que vai ser colhida em 2021 As vendas antecipadas da soja desta safra, que começa a ser cultivada em setembro, também estão em ritmo acelerado. Segundo as consultorias ouvidas pelo G1, as vendas até o início de agosto são mais do que o dobro do que a média dos últimos 5 anos. Colheita de soja em Sorriso (MT) Bruno Bortolozo/TVCA “A antecipação da safra 2020/21 foi muito rápida. Pelo menos 44% já foi vendido, contra 16% de média”, explica Luiz Fernando Gutierrez, da Safras & Mercado. Para a StoneX, o índice está em 42% contra uma média de 21%. Quanto negociar Gutierrez diz que a recomendação é de que o produtor inicie o plantio com pelo menos 20% da produção estimada já negociada. Mais do que isso, o agricultor passa a correr riscos. “No avanço da safra, observando as condições de clima e da planta, o produtor vai avaliando a melhor estratégia e pode chegar até uns 60% a 70%”, explica. Se o produtor tiver uma grande quebra de safra e não conseguir entregar o grão, ele pode ter que pagar uma multa para a empresa compradora. Ou ter renegociar a entrega para outro ano e, até mesmo, ter que comprar a soja no mercado para cumprir o acordo. “Mas é bem interessante esse movimento de venda antecipada de 2021/22, o produtor tem evoluído o pensamento dele, e isso deixa ele menos exposto e acaba especulando menos.” Importação de soja Porém, com vendas tão aceleradas, um fato inusitado começa a acontecer com mais força este ano: o Brasil, maior produtor e exportador do mundo, precisar importar soja. No primeiro semestre de 2020, o país exportou mais de 60 milhões de toneladas do grão, quase 40% a mais que no mesmo período do ano passado. A previsão da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) é de que os embarques de soja alcancem 82 milhões de toneladas, o que seria um recorde. Neste cenário, os preços praticados no Brasil sobem muito, e as indústrias perto da fronteira começam a procurar soja em países vizinhos, especialmente o Paraguai. O motivo é que o frete pode sair mais barato para uma empresa do Paraná comprar do país vizinho do que de Goiás, por exemplo. “A gente deve importar 1 milhão de toneladas até o fim do ano. O máximo que a gente tinha comprado foi 590 mil toneladas em um ano. Os estoques vão ser mínimos este ano, devem ser os menores da história”, diz Gutierrez. A previsão é de que o Brasil encerre 2020 com estoques de passagem (que é o que temos disponível até a próxima colheita) de 1 milhão de toneladas, contra uma média que varia entre 3 a 4 milhões de toneladas nos últimos anos. “A questão da oferta é preocupante, a gente já vê dificuldade nos mercados de subprodutos, como farelo e óleo. É uma situação de aperto”, diz Ana Luiza. Outro reflexo da falta da baixa oferta de soja é de que o Brasil não terá oferta suficiente de biodiesel para atender a mistura obrigatória de 12% no diesel nos próximos meses, e o país reduzirá provisoriamente o percentual misturado para 10%, de acordo com o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque.
Veja Mais

14/08 - Auxílio Emergencial: Caixa paga parcela a 4 milhões de nascidos em agosto nesta sexta; veja quem recebe
Saques e transferências para quem receber o crédito nesta quarta serão liberados em 1º de setembro. A Caixa Econômica Federal (CEF) paga nesta sexta-feira (14) uma nova parcela do Auxílio Emergencial para 4 milhões de beneficiários nascidos em agosto. Entre deles, estão 96 mil beneficiários que fazem parte do grupo de novos aprovados (6º lote) ou trabalhadores que receberam a primeira parcela em abril, mas tiveram o benefício suspenso. Saiba como liberar a conta bloqueada no aplicativo Caixa Tem Veja o calendário completo de pagamentos do Auxílio Emergencial Tira dúvidas sobre o Auxílio Emergencial SAIBA TUDO SOBRE O AUXÍLIO EMERGENCIAL Criminosos usam aplicativo para aplicar golpe em beneficiários do auxílio emergencial A ajuda de R$ 600 será creditada em conta poupança social digital da Caixa, que poderá ser usada inicialmente para pagamento de contas e compras por meio do cartão virtual. Saques e transferências para quem receber o crédito nesta quarta serão liberados em 1º de setembro. Trabalhadores que fazem parte do Bolsa Família vão receber a quinta e última parcela do benefício a partir de 18 de agosto. VEJA QUEM RECEBE NESTA SEXTA-FEIRA: Trabalhadores do Cadastro Único e inscritos via site e app, nascidos em agosto: aprovados no 1º lote recebem a quarta parcela; aprovados no 2º lote recebem a terceira parcela; aprovados no 3º e 4º lotes recebem a segunda; aprovados no 5º e 6º lotes recebem a primeira parcela; aprovados no 1º lote, cujo benefício foi suspenso, recebem a terceira e quarta parcelas. Os trabalhadores podem consultar a situação do benefício pelo aplicativo do auxílio emergencial ou pelo site auxilio.caixa.gov.br. Calendários de pagamento do Auxílio Emergencial Veja abaixo os calendários de pagamento da parcela atual. Clique aqui para ver o calendário completo de pagamentos do Auxílio Emergencial. BENEFICIÁRIOS FORA DO BOLSA FAMÍLIA Lote 1, Parcela 4 Economia G1 Lote 2, Parcela 3 Economia G1 Lotes 3 e 4, Parcela 2 Economia G1 Lote 5, Parcela 1 Economia G1 Auxílio Emergencial, Lote 6 Parcela 1 Economia G1 Auxílio Emergencial, Lote 1 (retomada), Parcelas 3 e 4 Economia G1
Veja Mais

14/08 - Veja as vagas de emprego do Sine Macapá para 14 de agosto; inscrições são pela web
Entre as oportunidades, há funções de assistente financeiro, auxiliar de cozinha, pintor de obras, salgadeiro, zelador e outros. Sine Amapá tem vaga para função de assistente financeiro Divulgação O Sistema Nacional de Emprego no Amapá (Sine-AP) oferta vagas de emprego em Macapá para esta sexta-feira (14). O atendimento ao público está suspenso na sede do órgão e os candidatos interessados devem encaminhar e-mail com currículo anexado. As inscrições e cadastros devem ser feitos pela internet, no e-mail sinetrabalhador@sete.ap.gov.br. As vagas estão disponíveis apenas para o dia divulgado. O atendimento do Sine por e-mail já era feito para as empresas que ofertam as vagas e agora o órgão estendeu para os interessados em enviar currículos. A alternativa, que visa compensar o tempo em que o Sine ficou fechado, deve durar até o fim do decreto de isolamento. Veja as vagas disponíveis de acordo com as solicitações das empresas, para sexta-feira: assistente financeiro almoxarife açougueiro auxiliar de cozinha auxiliar de topografia carpinteiro motorista categoria D pintor de obras salgadeiro eletricista de instalações de veículos automotores empregado doméstico nos serviços gerais mecânico florestal mestre doceiro nivelador operador de bobcat operador de retroescavadeira servente (construção civil) técnico de refrigeração (instalação) torneiro mecânico zelador Veja o plantão de últimas notícias do G1 Amapá
Veja Mais

14/08 - Natura&Co tem prejuízo de R$ 392 milhões no 2º trimestre
No mesmo período do ano passado, empresa registrou lucro de R$ 54 milhões. A Natura&Co registrou prejuízo de R$ 392 milhões no segundo trimestre, ante resultado positivo de R$ 54 milhões obtido um ano antes, em meio aos impactos da pandemia de Covid-19 sobre suas vendas e um ataque hacker sofrido pela controlada Avon. A companhia afirmou sem dar detalhes no balanço divulgado nesta quinta-feira (13) que o “efeito de faseamento do incidente cibernético sobre as vendas” foi se cerca de R$ 450 milhões, “já capturados no terceiro trimestre”. Loja da Natura no shopping Morumbi, em São Paulo Taís Laporta/G1 Ataques de internautas a Thammy Miranda são ignorados pelo mercado, e ações da Natura sobem na semana O valor corresponde à receita que teria sido capturada no segundo trimestre caso sem o incidente cibernético. A Natura&Co divulgou o ataque hacker em 9 de junho e apenas em 26 de junho é que a empresa informou que a Avon havia retomado operações na maioria dos mercados onde atua após o restabelecimento dos sistemas. A empresa teve no segundo trimestre geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos e depreciação (Ebitda) de R$ 652 milhões, queda de 25,4% no comparativo anual. As receita líquida recuou 12,7%, para cerca de R$ 7 bilhões. A Natura&Co afirmou que as vendas de comércio eletrônico subiram 225% no trimestre ante um ano antes e que vai relançar a marca Avon no terceiro trimestre “com um novo modelo comercial”.
Veja Mais

14/08 - Evento online para crianças vai mostrar rotina de produção de alimentos no campo
Senar promove no sábado (15) passeio virtual por fazenda para explicar sobre produção de ovos e leite e seus benefícios nutricionais, além dos cuidados com o bem-estar dos animais. Crianças vão poder conhecer criação de vacas leiteiras e produção de leite Cristiano Bizzinotto No próximo sábado (15), as crianças vão poder fazer um passeio virtual por uma fazenda para conhecer mais sobre a produção de alimentos, como o ovo e o leite, e seus benefícios nutricionais A atividade promovida Sistema CNA/Senar será transmitida ao vivo neste link, às 9h da manhã, direto do Rancho Paraná, em Brazlândia (DF). A programação interativa terá duração de 1 hora. As crianças vão ver galinhas, vacas leiteiras, carneiros, cavalos, além dos cuidados com o bem-estar dos animais e o funcionamento de uma estufa de flores. O técnico Thiago Campos, do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), é quem irá apresentar o espaço do rancho. Delivery de lição, improvisos e vídeos: como está a educação no campo durante a pandemia
Veja Mais

14/08 - Ministério da Economia anuncia substitutos de secretários que pediram demissão
Engenheiro Diogo Mac Cord e atual presidente do Serpro, Caio Andrade, passarão a comandar áreas de privatizações e desburocratização, respectivamente. O Ministério da Economia anunciou na noite desta quinta-feira (13) os substitutos de Salim Mattar e Paulo Uebel, secretários especiais que pediram demissão nesta terça (11). O ministro Paulo Guedes indicou o engenheiro Diogo Mac Cord como novo secretário Especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados, vaga que era de Salim Mattar. Mac Cord já fazia parte da ala de secretários, mas comandava a área de Desenvolvimento da Infraestrutura do ministério. Segundo a nota divulgada, o engenheiro tem mestrado em administração pública em Harvard, especializações em investimentos em infraestrutura e regulação do setor elétrico, além de passagens pelo setor privado. Já a Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, antes chefiada por Paulo Uebel, passará ao comando do atual diretor-presidente do Serpro, Caio Andrade. O Serpro é uma empresa pública de tecnologia de informação responsável, por exemplo, pela triagem dos cadastros do auxílio emergencial. De acordo com o Ministério da Economia, Andrade é "empreendedor em tecnologia de informação, mercado imobiliário e agronegócio", com pós em administração e gestão em Harvard e mestrado na universidade de Duke. "Liderou mais de 20 processos de M&A (fusões e aquisições). É fundador e conselheiro do Instituto Fazer Acontecer, organização auto sustentável que causa impacto positivo em quatro mil crianças e adolescentes por meio do esporte no semiárido baiano", diz o currículo divulgado pela pasta. Com a saída de Andrade, o Serpro passará a ser gerido pelo atual diretor Jurídico e de Governança e Gestão da empresa, Gileno Barreto. 'Debandada' na Economia ‘Há uma debandada’, admite Paulo Guedes após demissão de dois secretários O pedido de demissão de Paulo Uebel e Salim Mattar, na terça, foi classificado pelo próprio ministro Paulo Guedes como uma "debandada". Segundo ele, os secretários manifestaram insatisfação com o ritmo lento de projetos centrais para as equipes que comandavam – respectivamente, a reforma administrativa e o pacote de privatizações. “Se me perguntarem se houve uma debandada hoje, houve”, disse Guedes. "Nossa reação à debandada que ocorreu hoje vai ser avançar com as reformas." Sobre as privatizações, Guedes disse ter ouvido de Salim Mattar que o "estabilishment" comanda esforços contrários à venda dos ativos do governo. "O que ele me disse é que é muito difícil privatizar, que o estabilishment não deixa a privatização, que é tudo muito difícil, tudo muito emperrado", declarou Guedes. Em entrevistas na quarta, Salim Mattar confirmou a opinião. À GloboNews, ele afirmou que as privatizações dependem de "vontade política", e que deixou o cargo por não se adequar à "lentidão" do poder público. Salim Mattar diz que deixa cargo por não se adaptar à 'lentidão' do Estado Íntegra Leia abaixo a íntegra de nota divulgada pelo ministério. Nota à imprensa Ministro da Economia indica novos secretários especiais Secretários vão assumir as secretarias especiais de Desestatização, Desinvestimento e Mercados e de Desburocratização Gestão e Governo Digital O ministro da Economia, Paulo Guedes, indicou os nomes de Diogo Mac Cord para assumir a Secretaria Especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados e Caio Andrade para a Secretaria Especial de Desburocratização Gestão e Governo Digital. Diogo Mac Cord é secretário de Desenvolvimento da Infraestrutura do Ministério da Economia. É engenheiro mecânico, mestre em Administração Pública pela Universidade de Harvard, onde se especializou em investimentos de infraestrutura, e doutor em Engenharia pela Universidade de São Paulo (USP), onde se especializou em regulação do setor elétrico. Foi professor e coordenador do MBA do setor elétrico da FGV Management e sócio-líder de governo e regulação da infraestrutura da KPMG no Brasil. Caio Andrade é atual diretor presidente do Serpro. É empreendedor em tecnologia de informação, mercado imobiliário e agronegócio. Tem formação em Comunicação Social pela Universidade Paulista, pós-graduação em Administração e Gestão pela Harvard University e mestrado em Administração de Empresas pela Duke University. Liderou mais de 20 processos de M&A (fusões e aquisições). É fundador e conselheiro do Instituto Fazer Acontecer, organização auto sustentável que causa impacto positivo em quatro mil crianças e adolescentes por meio do esporte no semiárido baiano. A presidência do Serpro será ocupada por Gileno Barreto, atual diretor Jurídico e de Governança e Gestão da empresa. É formado em Direito pelo Centro Universitário de Brasília (UniCEUB), pós-graduado e mestrando em Direito Tributário Internacional, e possui MBA em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV/SP). Possui vasta experiência em projetos de compliance, na redação de proposições legislativas, em planejamento tributário e suporte jurídico-tributário. Foi consultor de grandes empresas, acumulando uma experiência profissional de 25 anos. O ministro agradece o trabalho realizado pelos secretários Salim Mattar e Paulo Uebel que deixaram os cargos.
Veja Mais

14/08 - Conab retoma pesquisa de café suspensa por pandemia e divulgará dados em setembro
Levantamento já começou e segue até dia 28 de agosto, de forma presencial e remota, em 278 municípios de nove estados. Plantação de café Divulgação/Epamig Técnicos da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) retomaram nesta semana as pesquisas presenciais sobre a safra de café, que haviam sido suspensas devido à pandemia do coronavírus e, com isso, o 2º levantamento para 2020/21 da cultura será divulgado em 22 de setembro, disse a estatal nesta quinta-feira (13). A pesquisa começou a ser feita no último domingo e segue até o próximo dia 28 de agosto, de forma presencial e remota, abrangendo 278 municípios em nove Estados. A Conab destacou que, em abril, foi feito um ajuste no acompanhamento da cultura, adiando a realização do segundo levantamento de campo devido às medidas de enfrentamento da pandemia de Covid-19 e suspendendo o anúncio marcado para maio. "O trabalho de campo foi interrompido devido às restrições de circulação de pessoas em meio à pandemia e retomado nesta semana com todas as medidas de segurança recomendadas pela área de saúde", afirmou. Conab anuncia safra recorde em 2020 Nos Estados da Bahia e de São Paulo, a pesquisa de safra está sendo feita presencialmente. Já em Minas Gerais, o trabalho vai combinar pesquisa presencial e remota. O prazo de realização do levantamento nesse Estado se estenderá até 4 de setembro. O estudo no Espírito Santo e em Rondônia --principais produtores do grão conilon-- é desenvolvido em parceria com o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) e a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-RO), respectivamente, com pesquisa remota. No primeiro levantamento da safra do café 2020/2021, divulgado no dia 16 de janeiro deste ano, as perspectivas da produção eram positivas. A projeção foi de um aumento entre 15,9% e 25,8% no volume de café produzido em relação à temporada passada. Estavam previstas de 57,2 milhões a 62 milhões de sacas de café e a área cultivada chegaria a cerca de 2 milhões de hectares, o que representa um acréscimo de 4% em relação a 2019.
Veja Mais

14/08 - 'Ideia de furar o teto existe, o pessoal debate, qual o problema?', diz Bolsonaro sobre gasto público
Na quarta, após reunião com Maia, Alcolumbre e ministros, Bolsonaro fez manifestação pública de apoio ao teto de gastos. Prorrogação de 'orçamento de guerra' divide governo. Bolsonaro: ‘Debate sobre furar o teto de gastos existe no governo, qual o problema?’ O presidente Jair Bolsonaro reconheceu, durante transmissão em redes sociais nesta quinta-feira (13), que há debates no governo sobre "furar" a regra do teto de gastos públicos. O tema divide o governo e, nas últimas semanas, resultou em declarações enfáticas do ministro da Economia, Paulo Guedes, e outras autoridades (veja abaixo). "A ideia de furar o teto existe, o pessoal debate, qual o problema? Na pandemia, temos a PEC [proposta de emenda à Constituição] de guerra, nós já furamos o teto em mais ou menos R$ 700 bilhões", declarou Bolsonaro. A "PEC de Guerra" citada pelo presidente foi aprovada pelo Congresso em maio e autorizou o governo federal a excluir, das metas fiscais, os gastos extraordinários motivados pela pandemia do coronavírus. Na prática, o texto evitou que a União, ao gastar mais, desrespeitasse a regra e incorresse em crime de responsabilidade fiscal. "'Dá pra furar mais 20?' Eu falei, qual a justificativa? Se for para vírus, não tem problema nenhum. Nós entendemos que água é para a mesma finalidade", prosseguiu Bolsonaro. Os R$ 20 bilhões citados seriam usados, segundo ele, em obras de infraestrutura e saneamento, por exemplo. VALDO CRUZ: Paulo Guedes ganha batalha do teto, mas promete R$ 5 bi de investimentos a mais neste ano "Aí o Paulo Guedes fala, tá sintonizando para o mercado que tá furando o teto e tá dando um jeitinho. Aí outro na ponta, do outro poder, já começa a falar: 'não vou aceitar jeitinho'. Em vez de ligar, conversar, ver o que está acontecendo", declarou o presidente. "Foi uma discussão de pauta, como vocês [jornalistas] fazem, que resolveram não levar adiante. Mas vazou e eu apanhei nessa questão. Mercado reage, dólar sobe, bolsa cai. Esse mercado tem que dar um tempinho também, né, um pouquinho de patriotismo não faz mal a eles". Debate público Na véspera, Bolsonaro reuniu políticos e ministros para dizer que governo respeitará o teto de gastos Apenas 24 horas antes das declarações, na noite de quarta (12), Jair Bolsonaro afirmou em entrevista coletiva que o governo respeitará o teto de gastos. A declaração foi dada após reunião com ministros e os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP). "A economia está reagindo, e nós aqui resolvemos então com essa reunião direcionar mais as nossas forças para o bem comum daquilo que todos nós defendemos", disse Bolsonaro. "Respeitamos o teto dos gastos, queremos a responsabilidade fiscal, e o Brasil tem como realmente ser um daqueles países que melhor reagirá à questão da crise", afirmou o presidente. O teto de gastos é a regra que limita o crescimento das despesas da União, aprovada pelo Congresso em 2016, durante o governo Michel Temer. Uma ala do governo defende a prorrogação para além de 31 de dezembro do estado de calamidade pública, que motivou o "orçamento de guerra", a fim de se permitir ampliar os investimentos públicos. A reunião foi convocada, entre outros motivos, porque no dia anterior Paulo Guedes fez críticas públicas a essa tentativa de prorrogação. Após reunião com Maia, na terça (11), o ministro da Economia afirmou que "furar o teto" seria abrir caminho para o impeachment de Bolsonaro. “Os conselheiros do presidente que estão aconselhando a pular a cerca e furar teto vão levar o presidente para uma zona sombria, uma zona de impeachment, de irresponsabilidade fiscal. O presidente sabe disso, o presidente tem nos apoiado”, declarou Guedes.
Veja Mais

13/08 - B2W tem prejuízo menor no 2º trimestre a vê venda acelerada em julho e agosto
Companhia anunciou que registrou prejuízo de R$ 74,6 milhões de abril a junho. A B2W teve queda no prejuízo do segundo trimestre, período em que o grupo de comércio eletrônico controlado pela Lojas Americanas teve salto de mais de 70% nas vendas de seu marketplace. A companhia anunciou nesta quinta-feira (13) que teve prejuízo de R$ 74,6 milhões no período, ante resultado também negativo de R$ 127,6 milhões um ano antes. A pesquisa Refinitiv com analistas previa prejuízo de R$ 63 milhões. Lojas Americanas Divulgação/Shopping Jardim Norte A B2W teve lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado de R$ 184,7 milhões de abril ao fim de junho, acima da expectativa média de R$ 165,7 milhões apurada pela Refinitiv junto a analistas do setor. O desempenho representa um crescimento de quase 68% sobre o resultado de um ano antes, enquanto a margem teve ligeira evolução de 7,5% no segundo trimestre de 2019 para 7,6%. As vendas do marketplace da empresa dona de sites como Americanas.com e Submarino somaram R$ 6,7 bilhões de abril a julho, alta anual de 72,2%, impulsionada pela migração do varejo físico para o online por conta das medidas de isolamento social contra a epidemia de coronavírus. A B2W terminou junho com uma base de 19,3 milhões de clientes ativos, uma adição em 12 meses de 5,1 milhões. A companhia afirmou no resultado que apesar da reabertura gradual do varejo físico pelo país, as vendas de julho e início de agosto "seguem em ritmo acelerado". O desempenho, segundo o balanço, tem incentivado o grupo a acelerar seus planos, que incluem meta de atingir mais de 50% das entregas de produtos no mesmo dia do pedido do cliente até 2022. No segundo trimestre, o índice foi de mais de 30%, disse a companhia.
Veja Mais

13/08 - Volatilidade dos mercados turbina lucro da B3 no 2º trimestre
Empresa anunciou nesta quinta-feira (13) que teve lucro recorrente de R$ 1,01 bilhão entre abril e junho, um aumento de 28,9% ante mesma etapa de 2019. Fachada do prédio da B3, a bolsa brasileira, no Centro de São Paulo Rahel Patrasso/Reuters A B3 registrou um lucro bilionário no segundo trimestre, beneficiada pelo salto nos volumes de negócios em seus mercados diante da maior volatilidade provocada pela pandemia da Covid-19 e pelo retorno das ofertas de ações. A única operadora de infraestrutura de mercado financeiro do país anunciou nesta quinta-feira (13) que teve lucro recorrente de R$ 1,01 bilhão entre abril e junho, um aumento de 28,9% ante mesma etapa de 2019. O número veio quase em linha com a previsão média de analistas ouvidos pela Refinitiv, de R$ 1,1 bilhão para o período. A receita líquida da companhia subiu 34,3% no comparativo ano a ano, para R$ 1,9 bilhão, com impulso do chamado segmento listado, com um salto de 48,7%. A empresa registrou aumento de 126,7% no número médio de investidores ativos na depositária de renda variável, diante do maior interesse por diversificação de investimentos em um ambiente de taxa de juros na mínima histórica. O desempenho operacional medido pelo lucro antes de impostos, juros, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) somou R$ 1,419 bilhão, aumento ano a ano de 42%, embora o número tenha vindo levemente abaixo da previsão média de analistas, de R$ 1,46 bilhão. Emissão e projeções Em comunicado separado, a B3 anunciou que seu conselho de administração autorizou uma emissão de R$ 3,55 bilhões, com prazo de quatro anos. A B3 também revisou projeção de investimentos de 2020 para R$ 395 milhões a R$ 425 milhões, ante faixa anterior de R$ 300 milhões a R$ 330 milhões, citando o novo patamar de volumes do mercado que levaram a aumento da capacidade dos sistemas e plataformas. A companhia também revisou a previsão para despesa atrelada ao faturamento, de R$ 145 milhões a R$ 165 milhões de reais para R$ 170 milhões a R$ 200 milhões. A companhia citou que a mudança decorre de novos programas de incentivos nos mercados listado e de balcão, além da recuperação, mais rápida que inicialmente prevista, de financiamento de veículos. A B3 ainda anunciou que decidiu adiar deste mês para janeiro de 2021 o início das novas políticas de tarifas no mercado à vista de ações.
Veja Mais

13/08 - Vale aprova expansão do complexo S11D e investirá US$1,5 bi
Localizado em Canaã dos Carajás, projeto passará a ter capacidade de produção de 120 milhões de toneladas de minério ao ano. Vale aprova expansão do S11D e investirá US$1,5 bi Ricardo Telles/Divulgação SÃO PAULO (Reuters) - A mineradora Vale informou nesta quinta-feira que seu conselho de administração aprovou a implantação do Projeto Serra Sul 120, que consiste no aumento da capacidade de produção de minério de ferro do S11D em 20 milhões de toneladas ao ano, com investimentos plurianuais de 1,5 bilhão de dólares, segundo fato relevante. Segundo a Vale, o S11D, situado no município de Canaã dos Carajás, no Pará, passará a ter capacidade de produção de 120 milhões de toneladas de minério ao ano, e o "start-up" é esperado para o primeiro semestre de 2024. O projeto inclui a abertura de novas áreas de lavra; a duplicação do transportador de correia de longa distância (TCLD); a implantação de novas linhas de beneficiamento na usina; ampliação das áreas de estocagem, dentre outras medidas. De acordo com a companhia, o projeto antecipará investimentos em mina-usina que, em conjunto com a solução logística em desenvolvimento, visam incrementar a capacidade total do Sistema Norte, onde está a Serra de Carajás, para 260 milhões de toneladas ao ano. (Por Roberto Samora)
Veja Mais

13/08 - Cia Hering tem salto no lucro do 2º trimestre puxado por desempenho financeiro
Ponto positivo no balanço foram as vendas online, que tiveram salto de 165% no período, para R$ 40 milhões. Máquina pra venda de camisas desenvolvida pela Hering Divulgação Um salto no resultado financeiro da Cia Hering ajudou a companhia a registrar alta de 212% no lucro líquido do segundo trimestre frente o mesmo período do ano passado, enquanto o desempenho operacional da rede de varejo de moda foi impactado pelas medidas de isolamento social contra a pandemia do novo coronavírus. A companhia teve lucro líquido de R$ 126,85 milhões de abril ao fim de junho ante resultado positivo um ano antes de R$ 40,68 milhões, informou o grupo nesta quinta-feira (13). Bovespa perde fôlego e fecha em queda à espera de balanços O avanço ocorreu com um desempenho positivo de R$ 113,1 milhões no resultado financeiro, dez vezes maior que o registrado no segundo trimestre do ano passado. Enquanto isso, a receita líquida da Cia Hering teve queda de 67%, para R$ 118,8 milhões, em meio a um tombo de 69,4% nas vendas mesmas lojas. O companhia apurou lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) de R$ 73,36 milhões, crescimento de 59% no comparativo anual. Em termos ajustados, o Ebitda foi negativo em R$ 41,4 milhões. A Cia Hering terminou junho com caixa líquido de R$ 314,5 milhões, depois de ter captado no primeiro trimestre empréstimo de R$ 120 milhões e outro de R$ 80 milhões em abril. O ponto positivo no balanço foram as vendas online, que tiveram salto de 165% no período, para cerca de R$ 40 milhões, informou a companhia no balanço. São Paulo bate recorde de mortes e casos de Covid-19 em 24h
Veja Mais

13/08 - CCR passa de lucro para prejuízo no 2º trimestre com efeitos da pandemia
Companhia anunciou nesta quinta-feira (13) que teve prejuízo de R$ 164,7 milhões de abril a junho. A CCR passou de lucro para prejuízo no segundo trimestre, refletindo a queda de tráfego de rodovias, aeroportos e outros modais de mobilidade urbana sob sua concessão diante das medidas de isolamento social tomadas para conter a pandemia do coronavírus. A companhia anunciou nesta quinta-feira (13) que teve prejuízo comparável de R$ 164,7 milhões de abril a junho, ante lucro de R$ 329,5 milhões em igual etapa de 2019. O prejuízo, no entanto, foi menor do que a previsão média de analistas consultados pela Refinitiv, de R$ 194,6 milhões. Concessionária prevê fluxo acima dos 400 mil veículos para o feriado Divulgação/CCR RodoNorte O tráfego consolidado no trimestre das rodovias sob concessão da CCR, incluindo o Sistema Anhanguera/Bandeirantes e a Via Dutra, caiu 22,1% ano a ano, enquanto na mobilidade urbana o decínio atingiu 73,6%, atingindo 95% em aeroportos. "A recuperação no tráfego de todos os modais vem acontecendo nos últimos meses, à medida que as medidas de isolamento social vêm sendo reduzidas", disse Marcus Vinicius Vieira Macedo, gestor de relações com investidores da CCR. O resultado operacional da companhia medido pelo lucro antes de impostos, juros, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado pela mesma base somou R$ 819,4 milhões, queda de 39,7% ano a ano. A previsão de analistas para esta linha era de R$ 678,3 milhões. Segundo Macedo, a expectativa da companhia no momento é de manter os investimentos previstos para 2020, de quase 2 bilhões de reais, a despeito dos efeitos da crise. O executivo disse que a empresa segue interessada em participar de leilões de infraestrutura para os diferentes modais em que atua, incluindo o de aeroportos, segmento que especialistas dizem que deve ser um dos de mais lenta recuperação dos efeitos da pandemia. "No longo prazo o setor de aeroportos continua fazendo sentido e nosso interesse não mudou", disse Macedo.
Veja Mais

13/08 - Hapvida tem lucro 25% maior no 2º trimestre e vê normalização em demanda eletiva
Excluindo as aquisições, o lucro recuou 20,5%, mas o Ebitda viu um avanço de 46,4%. Hapvida fecha acordo de compra do grupo São Francisco por R$ 5 bilhões Samuel Quintela/G1 A operadora de planos de saúde Hapvida teve lucro líquido de R$ 278,6 milhões no segundo trimestre, uma expansão de quase 25% sobre o mesmo período do ano passado, impulsionada por aquisições e controle de despesas. A companhia, que possui rede própria de atendimento e passou a expandir sua atuação para além das regiões Nordeste e Norte do país por meio de compras de redes de hospitais e clínicas, apurou lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) de R$ 607,8 milhões no período, mais que o dobro do obtido um ano antes. Bovespa perde fôlego e fecha em queda à espera de balanços Em termos ajustados, excluindo as aquisições, o lucro recuou 20,5%, mas o Ebitda viu um avanço de 46,4%. Analistas, em média, esperavam que a Hapvida apresentasse lucro líquido de R$ 276,5 milhões e Ebitda de R$ 616,3 milhões, segundo dados da Refinitiv. A Hapvida afirmou no balanço que desde o início de junho começou a "endereçar" a carteira de cirurgias eletivas que tinham sido adiadas em função da epidemia de coronavírus e que mais de 90% delas, excluindo as regiões onde autoridades ainda não recomendam, já foram realizadas "sem impactos em nossas operações. Segundo a empresa, os atendimentos eletivos apresentam recuperação desde maio e "já estão próximos de 90% dos níveis históricos". O grupo afirmou ainda que o mercado de saúde suplementar no país segue com tendência de consolidação e que está preparado para aproveitar oportunidades de negócios no setor. Entenda os critérios de cobertura de teste sorológico por planos de saúde
Veja Mais

13/08 - JBS tem lucro de R$ 3 bilhões no 2º trimestre e supera estimativas
Resultado representou alta anual de 54,8%, com crescimento de receitas principalmente nos Estados Unidos. Lucro da JBS subiu 54,8% em relação ao segundo trimestre de 2019, superando estimativas do mercado, JBS/Divulgação A JBS teve lucro líquido de R$ 3,38 bilhões no segundo trimestre, crescimento de 54,8% em relação ao mesmo período do ano anterior, superando estimativas do mercado, com crescimento de receitas principalmente nos Estados Unidos. O resultado operacional medido pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado mais do que dobrou e atingiu 10,5 bilhões de reais. Projeções de analistas do setor compiladas pela Refinitiv apontavam, na média, lucro de 1,846 bilhão de reais e Ebitda de 7,068 bilhões de reais. Justiça do Trabalho determina testagem dos funcionários da JBS Garibaldi para Covid-19 A receita líquida totalizou 67,58 bilhões de reais nos três meses até junho, de 50,84 bilhões de reais um ano antes, com todas as unidades de negócios registrando crescimento na receita em reais. Na unidade JBS USA Beef, a receita cresceu 30,6%. No trimestre, aproximadamente 74% das vendas globais da JBS foram realizadas nos mercados domésticos em que a companhia atua e 26% por meio de exportações.
Veja Mais